Lufthansa e Air China assinam acordo de joint venture comercial.

lufthansa-747-400-e
O Lufthansa Group e a Air China assinaram na semana passada, em Beijing, uma parceria abrangente que permitirá aos dois grupos de aviação operar em conjunto todos os voos entre a Europa e a China, como parte de um acordo joint venture comercial. Isso significa que as duas empresas aéreas implementaram com sucesso o que acordaram fazer como parte de um memorando de entendimento em meados de 2014.

A joint venture pretende expandir significativamente os voos codeshare mútuos e aprimorar a parceria comercial. Isso permitirá ao Lufthansa Group dar continuidade à estratégia na Ásia com foco nas parcerias. Depois de uma joint venture com a empresa aérea japonesa All Nippon Airlines (ANA), e de outra com a Singapore Airlines assinada em novembro de 2015, essa é a terceira parceria aprimorada do Lufthansa Group na Ásia.

“Como empresa aérea de bandeira chinesa, a Air China é a parceira ideal para o Lufthansa Group na República Popular da China. Essa joint venture revolucionária fortalecerá sensivelmente nossa posição competitiva nas rotas entre Europa e China. A parceria significativamente aprimorada nos permitirá criar benefícios adicionais para os clientes,” disse Carsten Spohr, presidente e CEO da Deutsche Lufthansa AG, ao assinar o acordo em Beijing. “O mercado de aviação chinês é um dos maiores mercados em expansão do mundo. Queremos participar desse crescimento juntamente com nossa parceira Star Alliance Air China”, acrescentou Spohr.

“A joint venture com a Lufthansa e suas afiliadas Austrian Airlines e Swiss International Air Lines representa mais um grande passo na estratégia de globalização da Air China, depois do ingresso na Star Alliance em dezembro de 2007. Ambas as partes poderão fortalecer ainda mais sua competitividade global na China e na Europa. No âmbito da joint venture, continuaremos a expandir as malhas aéreas na China e na Europa, melhorar as conexões aéreas em outros mercados e otimizar horários de voo, o que nos permitirá aumentar e flexibilizar nossa oferta de voos, tarifas favoráveis e a vivência de voos contínuos,” disse Cai Jianjiang, presidente da Air China, na cerimônia de assinatura em Beijing.

A parceria do Lufthansa Group com a empresa aérea de bandeira da República Popular da China é particularmente significante porque fortalece nitidamente a presença das empresas aéreas do Lufthansa Group no segundo mercado de aviação mais importante do mundo. Juntamente com as parceiras United Airlines e Air Canada na joint venture trilateral transatlântica, o Lufthansa Group agora cobre os mercados intercontinentais mais importantes do mundo. Como resultado, cerca de metade dos voos de longa distância da Lufthansa são cobertos por joint ventures, garantindo benefícios adicionais aos passageiros.

O Lufthansa Group e a Air China pretendem estreitar ainda mais a cooperação no futuro. Os horários de voo serão mais bem coordenados entre si, permitindo oferecer aos clientes conexões mais convenientes entre as malhas aéreas individuais. Também planejam oferecer tarifas em comum, modificar programas corporativos para melhorar os produtos disponíveis para clientes corporativos, e examinar as oportunidades de otimização, visando voos existentes em programas de milhas.

Os voos codeshare ampliados também proporcionarão aos clientes Air China a conveniência de viajar em maior número de rotas de/para vários destinos na Áustria, Bélgica, Alemanha e Suíça através dos centros de distribuição Frankfurt, Munique, Zurique e Viena. Em contrapartida, Lufthansa, Swiss e Austrian Airlines terão acesso pela Air China a rotas adicionais na China, o segundo mercado de aviação do mundo. Outros destinos deverão ser acrescentados em breve como parte do codesharing.

A joint venture comercial deverá entrar em vigor com a programação de voos que começa em meados de 2017.

Da Assessoria de Imprensa.