Morre aos 95 anos, Joe Sutter, o pai do Boeing 747.

joesutter

Nesta manhã de Terça, dia 30 de Agosto de 2016, um dos gigantes do setor aeroespacial e um dos membros mais queridos da Boeing faleceu. Joe Sutter, o pai do 747, morreu hoje aos 95 anos de idade.

Joe Sutter liderou o time de engenheiros que desenvolveram o 747, um dos aviões mais icônicos do mundo, se não o mais conhecido, o Jumbo! Abaixo a nota oficial da fabricante sobre um dos seus maiores empregados, ao lado do criador William Boeing.

O Joe viveu uma vida íncrivel e sempre foi inspirador – não apenas para nós na Boeing, sim para uma toda indústria aeroespacial. Ele personificou a genuidade e paixão pela excelência que fazem os aviões Boeing serem sinônimos de qualidade ao redor do mundo.

No ínicio de sua carreira, Joe se envolveu em diversos projetos de aeronaves comerciais, incluindo o Dash 80, o Boeing 707 e o 737. Porém fora o 747 – o primeiro jumbo – que colocou seu nome na história.

Joe liderou o time de engenheiros que desenvolveu o 747 em meados de 1960, abrindo um mercado de viagens aéreas internacionais acessível e ajudando o mundo a se conectar. O seu time, juntamente com outros milhares de colaboradores da Boeing envolveram-se no projeto, sendo conhecido como “Os Íncriveis”, por produzirem em tempo recorde o que seria o maior avião do mundo na época, num total de 29 meses do conceito até o roll-out. Isso até hoje se mantém como uma conquista e testamento da “íncrivel” determinação de Joe.

Mesmo após ter se aposentado, Joe se manteve ativo na empresa. Ele continuou servindo como consultor no Grupo de Consulta Sênio de Aviões Comerciais, e ainda era uma vista familiar para diversas pessoas que trabalham aqui. Nesse tempo o seu cabelo já estava mais branco e ele ficou um pouco mais baixo, mas ele sempre tinha o vislumbre em seus olhos, uma mente afiada e uma devoção constante pela inovação aeroespacial e da Boeing. Apropriedamente, ele estava no nosso centenário para comemorar o dia dos fundadores, e ele era um deles.

Joe foi amado, ele fez a diferença no mundo, fez a diferença para nós. Nós sentiremos sua falta e vamos lembrar o tempo passado com ele.

O empregado mais ilustre da Boeing, viu seu filho evoluir, do 747-100 até o modelo -8, a última variante a ser fabricada. O Jumbo hoje chega a 1523 unidades entregues, são 1523 filhos de Joe e sua equipe, fato reconhecido pelos clientes da Boeing, como a Lufthansa e a Cargolux que prestaram homenagem á ele.

Confira abaixo uma galeria de imagens de Joe juntamente com os seus “filhos”:

 

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.