Norwegian Air Argentina tem planos ambiciosos e quer 90 destinos em 25 países.


Na última semana, a Norwegian Air, através de seu presidente Sr. Bjorn Kjos, confirmou à imprensa argentina que a empresa estabelecerá um hub na capital Buenos Aires. Além das palavras do executivo, o jornal La Nación trouxe uma reportagem especial em que afirma que a empresa apresentou à ANAC argentina um plano de 680 páginas detalhando suas operações.




Pelo planejamento, a empresa espera investir US$ 4,3 bilhões em um prazo de 8 anos, prevendo operar 50 Boeing 737 e 20 Boeing 787, para 146 rotas. Ao fim dos oito anos, a empresa deverá estar transportando 18,2 milhões de passageiros por ano.

Se o projeto for aprovado, devem chegar à Argentina 6 Boeing 737-800 imediatamente. Com 12 meses de operação, a empresa espera já estar com 15 aviões, dos quais 4 Boeing 787 para voos de longa distância.

A primeira notícia de que a Norwegian tinha interesse no mercado argentino surgiu há dois anos, com o interesse da empresa de voar entre Barcelona e o país portenho. Mas o projeto evoluiu de tal forma que, em 26 de Janeiro de 2017, foi constituída oficialmente a Norwegian Air Argentina SA.

Em entrevista ao Aviacionline.com, maior veículo especializado em aviação comercial da Argentina, o Sr. Alfons Claves, porta-voz da empresa na Espanha, informou que o plano prevê 146 rotas para 90 destinos, em 25 países, embora não tenha revelado o mapa de rotas. Segundo o porta-voz, o enorme potencial de crescimento da Argentina é a motivação para a empresa apostar nesse mercado.

Inicialmente serão 300 empregados, considerando tripulantes e administrativo. Os aviões seguirão o esquema de pintura atual da empresa, como na foto acima, e receberão matrícula LV, sendo nacionalizados na Argentina.

As ‘caudas’ das aeronaves da Norwegian possuem imagens de personalidades dos países por onde voa. Segundo admitiu o Sr. Alfons aos Aviacionline, na Argentina não será diferente. Quem sabe ter no avião a imagem de Juan Manuel Fangio, Jorge Luis Borges, Enrique Santos Discépolo, Maradona… Messi!

Esperemos as cenas dos próximos capítulos.

Do nosso parceiro argentino Aviacionline.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.

45 Comments:

  1. Pois aqui na Europa já estão bombando…

  2. Usarão essa mesma pintura horrível!

  3. Só acho a pintura destes aviões esquisita…

  4. Não achei que comporte essa quantidade de aeronaves. Nossa avianca, latam, austral/aerolineas e a novada Laranja de baixo custo … não acho que será viável

    • Atualmente, apenas pouco mais de 10% da população argentina tem acesso ao transporte aéreo. Ainda tem muito potencial. A diferença é que o governo de lá está disposto a (i) investir em infraestrutura e (ii) deixar que as empresas invistam em infra-estrutura (ex. a Flybondi vai construir um terminal em El Palomar, que hoje é apenas base aérea).

  5. Não é por nada não, mas, Imagine a qualidade do ar daqui alguns anos.

  6. Por isso sou contra permitir que estrangeiras operem no Brasil. Vai acabar com nossas locais.

  7. Duvido que vivem ao silsil. Aqui os encargos são muito altos

  8. Jhon é uma ótima cia. Já voei nela na Europa

  9. O espaço aéreo é igual coração de mãe,sempre cabe mais um

  10. Que venham diversas rotas com destino as capitais brasileiras!

  11. A concorrência verdadeira, trará benefícios aos usuários!

  12. Podiam se instalar no Brasil né? Mas o governo n ajuda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *