Norwegian Argentina investirá $4 bilhões no país com voos para EUA, África e Europa

A Norwegian Argentina, a nova subsidiária da aérea européia de baixo custo Norwegian Air Shuttle, está planejando um investimento de $4.3 bilhões de dólares na Argentina nos próximos 10 anos, com voos inéditos para diversos destinos.




O CEO da Norwegian Argentina, Ole Christian Melhus, disse que existem planos concretos para voos diretos entre Buenos Aires e Los Angeles, Nova Iorque e Istambul. Outras cidades que, segundo Ole, a Norwegian “está de olho” são as cidade de Dallas no Texas, Honolulu no Havaí e Joanesburgo na África do Sul. Quatro destes destinos não contam com voos diretos para a Argentina.

O voo inaugural da nova companhia aérea de baixo-custo da Argentina será no dia 14 de fevereiro entre Buenos Aires e Londres (Gatwick). As passagens estão à venda a partir de $386 dólares (R$1.261 reais ou $6.677 pesos argentinos). Os voos serão operados pelo Boeing 787 Dreamliner pela Norwegian Air UK até que a divisão argentina se estabeleça.

Abaixo estão os horários do voo inaugural da Norwegian na Argentina, horários no fuso local de cada aeroporto (para melhor visualização em dispositivos móveis como smartphones, girar o mesmo para posição horizontal).

  • Segundas e quintas:
Voo Origem Saída Destino Chegada
DI 7505 Londres 08h15 Buenos Aires 19h00
DI 7506 Buenos Aires 21h00 Londres 13h00 +1
  • Quarta e sextas (partida de Londres) e quinta e sábados (partida de Buenos Aires)
DI 7505 Londres 21h30 Buenos Aires 08h15 +1
DI 7506 Buenos Aires 13h00 Londres 05h00 +1
Os voos para os EUA estão programados para iniciarem até o final de 2018, logo após o início dos voos domésticos e para a América do Sul, inclusive para o Brasil, onde a companhia solicitou voos para 13 destinos.
O ambicioso plano de estabelecer a Argentina como sua base nas Américas irá requerer o leasing (aluguel) de 50 a 70 aeronaves e contratação de 3.200 funcionários, segundo Ole. Atualmente a empresa está planejando ter o Boeing 737-800 para voos domésticos, o 737 MAX para destinos sulamericanos e o 787 Dreamliner ou o Airbus A31neo para voos de longa distância.
Com informações da Bloomberg e do portal RoutesOnline.

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.