Norwegian planeja voos para NY com o 737MAX.

Começando no mês de Junho, a Norwegian Air irá voar entre a Irlanda e os EUA com tarifas a partir de $69 dólares (R$215 reais), afirmou o CEO da companhia, Bjørn Kjos.

Em entrevista ao Seattle Times, o CEO disse que a empresa planeja começar os voos para Nova Iorque e outros destinos na costa leste americana a partir da Irlanda ou Escócia.

O CEO esteve em Seattle para uma reunião com executivos da Boeing, que confirmaram que a companhia será a primeira operadora do 737MAX, após uma postergação na entrega dos MAX feita pela Southwest Airlines.

Após três anos e meio no mercado americano, a Norwegian desafiou as grandes companhias aéreas americanas ao oferecer tarifas baixas para voos transatlânticos com o Boeing 787 Dreamliner.

A estratégia de Bjørn é expandir a Norwegian além da Noruega. Ele criou subsidiárias na Irlanda e no Reino Unido para ter vantagem de acordos aéreos entre estes países e o resto do mundo. E com a saída do Reino Unido da União Européia, seria necessário ter uma subsidiária operando na Grã-Bretanha para manter rentabilidade nos voos saindo de Londres.

O novo Boeing 737MAX tem um alcance consideravelmente maior que os 737NG operados atualmente pela Norwegian, possibilitando voos sem escalas entre a Europa e os EUA, e abaixando ainda mais o preço das passagens entre os dois continentes, que atualmente é em torno de $200 dólares, quase a metade do preço nas concorrentes americanas.

A Norwegian deverá receber seis 737MAX este ano e nove 787-9 Dreamliner, e criar mais bases para tripulantes nos EUA além das existentes em Nova Iorque e Fort Lauderdale.

Adaptado do Seattle Times

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.
  • Polyanna Rocha

  • Claudivam Miguel De Oliveira

  • Mas a primeira operadora do 73max vai ser a Southwest

  • A Norwegian receberá os MAX agora no meio do ano ??

  • Correção: Southwest SERIA a primeira operadora do Max, agora a Norwegian será a companhia que vai estrear! 😉

  • Se fosse de Nova Iguaçu pra Europa me interessava…

  • A Southwest Airlines confirmou que só vai receber o 737MAX em Julho, e a Norwegian por sua vez confirmou a entrega para Maio, logo a empresa européia irá estreiar o modelo.

  • Entendi. Porque o 73max da Southwest já está quase pronto

  • E a Gol, quando recebe os MAX?

  • Ridículo isso!
    #DenyNAI

    Compania da Noruega com Certificado na Irlanda e tripulantes que não são empregados pela compania. Tudo tercerizado na Singapura pra não serem obrigados as legislações Europeias ou ter que pagar funcionários nenhum benefício, não cumprir as leis ou ter impostos!
    Sem sindicatos, e sem regras!

    Por esta mesma razão a indústria marítima acabou nos Estados Unidos. E agora estão tentando fazer o mesmo com a indústria aérea!

    Pra quem entende o inglês, aí vái um vídeo explicando tudo.
    https://youtu.be/abpuemntPeQ

    Alan Junior olha isso!

    • Meio sem noção, isso é coisa das aéreas americanas contra a perda de mercado pra Norwegian acima de tudo, igual fazem contra as árabes, vc sabe muito bem que pra ser piloto aí nos EUA, voando no FAR 121, só com visto permanente ou cidadania (apesar de estarem abrindo agora pra F1 nas regionais), regionais que colocam salários lá em baixo que volta ao ponto de faltar piloto. Mas se a Norwegian vai abrir “base” nos EUA pra realizar voos internacionais, vai ter que seguir a regra daí. O vídeo tá bem tendencioso, não fala em nenhum momento que vai operar voos domésticos com tripulantes estrangeiros.

    • O que realmente faria os americanos perderem emprego, mas se tá rolando alguma perda, é por causa da concorrência no long-haul.

    • Não é coisa das “americanas” não. É a realidade. “As americanas” não estao falando pra eles não voar aqui nos EUA.
      A única coisa que estão pedindo é que obedeçam os acordos entre a nações, como todas outras europeias, asiaticas, africanas sul americanas e até mesmo as do meio oeste obedecem.
      A NAI esta tentando e até hoje conseguindo “circumnavegar” essas leis, tendo certificado wm outro país e pegando tripulação tercerizada.
      A NAI nao vai operar voos domesticos, porwm estão operando voos internacionais fora das leis estipuladas pelos sindicatos europeus e americanos.
      Tudo que queremos é que todos tenham as mesmas leis.

      O mercado está começando a subir agora por falta de pilotos. Quando eu começei na regional a 14 anos atrás meio salario era muito baixo, mais sao os sacrifícios que todos fazem pra terem a carreira que qerem, foi o que eu fiz. Hije em dia, pessoal que esta começando nas regionais estão recebendo muito bons salarios e mais od bonus que ganham.