Nota de pesar: BAe Avro RJ85 acidentado na Colômbia.

21355085Na manhã de hoje despertamos consternados com a notícia trágica de que o voo fretado pela promissora equipe da Chapecoense para disputar a final da Copa Sulamericana de 2016 havia se acidentado.

Nós, do AEROIN, que respiramos aviação 24 horas por dia, lamentamos profundamente esse acontecimento. Sempre que um sai da rota, todos sentem.

A aeronave regional foi fabricada no Reino Unido pela British Aerospace e pela Avro International. Foi produzida por 19 anos, entre 1983 e 2002, tendo sido construídas 387 unidades, consagrando-se como o jato civil britânico mais bem sucedido. A motorização é composta por quatro turbofans Textron Lycoming ALF 502R-5.

O momento de extensa cobertura jornalística em torno do fato acaba por trazer diversas informações, a maioria delas falsas e desencontradas, principalmente pela imprensa (especializada ou não). Nesse momento pedimos:

  • Aguardar os pronunciamentos oficiais dos órgãos competentes pelas investigações.
  • Compreender que nenhum acidente aeronáutico acontece devido a uma causa isolada: vários fatores materiais e/ou humanos interagem numa tragédia.
  • Entender que não é de interesse encontrar culpados ou criminalizar objetos ou pessoas, a única intenção da investigação aeronáutica é a prevenção de novos acidentes e o aperfeiçoamento de procedimentos de segurança.

Ao contrário de outros veículos, vamos manter a nossa postura de não explorar midiaticamente um fato tão doloroso para amigos e familiares de atletas e jornalistas que eram tão promissores e cheios de futuro pela frente.

Toda nossa solidariedade à Associação Chapecoense de Futebol, torcedores e envolvidos neste dia que abalou o Brasil.

André Le Senechal

Pesquisador apaixonado, piloto privado. Aluno de Aviação Civil na Anhembi Morumbi. Respira o ar do Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos. Assíduo praticante de Plane Spotting e Simuladores de voo.
    • Não oque senhora !? Você não deve manjar nada de aviação ! Os caras são especialistas ! A explicação mais lógica para isso é a falta de combustível devido a autonomia da aeronave !

    • Esrou dizendo Não, a teadegédia!, Se,é que vc me entende,!

  • Exatamente, assim funciona à aviação.

  • Vi em uma página hoje pela manhã, que esse modelo de aeronave não possui o dispositivo que libera o combustível,em casos de emergência.
    É verdade?

    • Sim, o Avro RJ / BAe-146 não possui sistema de alijamento de combustível.

  • Pra mim foi irresponsabilidade dessa Lamia da Bolivia sabia dos limites do avião, mesmo assim foi achando que dava, na aviação você n pode achar.

  • Parabéns, Aeroin! Finalmente alguém que acompanha aviação se porta de maneira isenta e sem especulações. Não cabe a ninguém nenhuma atitude, a não ser aguardar as investigações, que serão breves, eu acredito! Parabéns, mesmo!

  • Parabéns pela posição da Aeroin, como deve ser!