Os 10 “jatinhos” mais VIPs do mundo

Pangeran-Alwaleed-bin-Talal-2

Alwaleed Bin Talal é o 15º homem mais rico do mundo

Anos atrás, ninguém poderia iria imaginar que um empresário voaria num avião de porte comercial só dele. Agora, em pleno século XXI, máquinas voadoras que poderiam levar até 530 passageiros são usadas para transportar um indivíduo e seus convidados. Acompanhe abaixo dez dos aviões executivos mais VIPs do planeta.




 

10° – Dassault Falcon 7X

Foto: Dassault

Foto: Dassault

Dono: Anil Ambani, Bill Clinton, Steven Spielberg, Bill Gates

Valor: U$$ 50 Milhões

Um moderno trijato feito na frança pela mesma fabricante dos poderosos caças Mirage. Projetado para voar em grandes altitudes e para carregar muito luxo em seu interior. Bill Gates tem um desses só pra ele.

 

9°- Embraer Lineage 1000

Foto: Discovery

Foto: Discovery

Dono: Jorge Vergara, bilionário mexicano, dono de empresas e de times de futebol

Valor: US$ 80 milhões

Não poderia faltar nosso Embraer na lista dos mais top da praça. A aeronave usada pelo mexicano Vergara é divida em até cinco seções dentre elas banheiros quartos e salas de jantar e reunião. Só de mimos no interior, o bilionário gastou quase que o valor do próprio avião.

 

8° – Airbus A319CJ

Foto: Airliners India

Foto: Airliners India

O dono do jato

O dono do jato

Dono: Vijay Mallya, proprietário de um conglomerado empresarial, incluindo a Kingfisher Airlines

Valor: cerca de US$100 milhões

De um bilionário indiano você esperaria um super jato particular, certo? Certíssimo. Essa é uma versão executiva do consagrado Airbus A319. Customizado para o VIP indiano, ele carrega 24 pessoas e tem cômodos como uma casa-móvel. Por que não, né?

 

7° – BOEING 757-200

Foto: The Palm Beach Post

Foto: The Palm Beach Post

Dono: Donald Trump, magnata norte-americano

Valor: US$ 100 milhões

O seu sobrenome está estampado bem grande na aeronave, além disso o excêntrico magnata desembolsou quase U$$ 100 milhões para comprar o jato do co-fundador da Microsoft Paul Allen.

Após a compra, pintou com classe, adicionou obras de arte no interior e alguns cristais muito caros. Pronto, esse é o avião de Donald Trump.

 

6º – BOEING 747-8 Boeing Business Jet

747-8 In-flight Artwork K64146

Boeing (divulgação)

Dono: Joseph Lau, investidor de Hong Kong

Valor do “jatinho”: US$ 153 milhões

Com 526 metros quadrados de espaço interno, o Boeing 747-8 VIP é maior que muito apartamento de alto luxo por aí. O investidor Joseph Lau, de Hong Kong, foi o primeiro a adquirir um exemplar do mais novo Business Jet da Boeing, por muitos, muitos milhões de dólares.

O jumbo VIP atraiu uma legião de bilionários interessados, logo apos o lançamento do modelo. O valor dá direito à comodidades como poltronas costuradas à mão, bares, decoração personalizada e até mesmo um elevador para conectar os dois andares da cabine de passageiros. É luxo demais!

 

5º – BOEING 767-300 ER

Foto Renatos-Flugzeuge

Foto Renatos-Flugzeuge

Dono: Roman Abramovich, empresário e dono do Chelsea

Valor do “jatinho”:  entre US$ 170 e US$ 200 milhões

O magnata russo Roman Abramovich não só esbanja em seu jato, mas também dá carona a todo o time do Chelsea (doi qual é dono). A aeronave de Abramovich é equipada com um sofisticado sistema de contra-medidas eletrônicas para despistar mísseis, algo semelhante ao que já existe em aeronaves militares. São muitos dólares voando, não é mesmo?

 

4° – BOEING 747-400

foto: nmisr.com

foto: nmisr.com

Saudi Prince Alwaleed bin Talal

Foto: Autor Desconhecido

Dono: Al-Waleed bin Talal, príncipe saudita

Valor: US$ 220 milhões

Para tocar seus negócios no mundo todo, o príncipe saudita vem utilizando esse mega jato desde 2003. Ele tem dois quartos de luxo, quartoze poltronas, sendo uma poltrona bem no meio da aeronave para simbolizar o império (seu grupo chama-se Kingdom Group), na aeronave onze comissarias estão a disposição para atender ao príncipe e seus convidados.

 

3º – BOEING 747-400

VCa

Foto de Carl Ford

Dono: Hassanal Bolkiah, o Sultão de Brunei

Valor do “jatinho”: US$ 233 milhões

Localizado no Sudeste Asiático, o Brunei é um país minúsculo, com pouco mais de 400 mil habitantes. Esse Boeing 747-400 foi adquirido da Lufthansa pelo sultão do país, que é famoso por possuir uma das maiores coleções de automóveis do mundo.

O interior do Jumbo é decorado com quilos e quilos de ouro maciço – incluindo os banheiros – e cristais caríssimos da Lalique. É claro que o fato de o Brunei ter petróleo à beça ajuda na hora de reabastecer o avião: com os tanques cheios, um 747 carrega nada menos que 216 mil litros de querosene de aviação. Pense nisso antes de reclamar do consumo de seu carro.

 

2º – AIRBUS A340-300

foto bigmir.net

foto bigmir.net

Dono: Alisher Usmanov, empresário

Valor do “jatinho”: entre US$ 350 e 500 milhões

Alisher Usmanov, o empresario mais rico da Rússia com fortuna avaliada em US$ 20 bilhões, é acionista de diversas empresas de tecnologia como Apple, Facebook e Twitter.

Ao invés de comprar um avião russo, ele quis ter o jato executivo mais impressionante da Europa, um Airbus A340-300 batizado como “Bourkhan” em homenagem ao seu falecido pai.

 

1º – AIRBUS A380 VIP

Airbus-A380

Dono: Al-Waleed bin Talal, príncipe saudita e megainvestidor

Valor do “jatinho”: US$ 500 milhões

Olha o Talal aí de novo! Quem diria que o maior avião de passageiros do mundo, com dois andares e capacidade para até 853 pessoas, seria transformado em uma aeronave executiva para uma única pessoa?

Pois bem, Airbus A380 ACJ – Airbus Corporate Jet – já sai de fábrica com o valor de US$ 400 milhões na etiqueta.

Para transformá-lo no maior e mais caro jato executivo da história do mundo, o príncipe saudita Al-Waleed bin Talal gastou mais US$ 100 milhões para personalizá-lo com itens como sauna turca, garagem para seu Rolls-Royce, sala de concertos e uma sala de orações com esteiras eletrônicas que se alinham automaticamente na direção de Meca durante o vôo. Você jamais pensaria nisso, fala a verdade!

Obs.: no fechamento dessa lista soubemos que o Talal vendeu seu jatinho aí de cima, mas por todo esse glamour, achamos legal mantê-lo na lista. O próximo dono – não-divulgado – usufrui de todo esse brinquedo.

4 Comments:

  1. Pingback: As matérias mais lidas de 2016. - AEROIN

  2. E CRIANÇAS NA AFRICA E NO MUNDO TODO MORRENDO DE FOME. VIVA O CAPITALISMO ASSASSINO.

    • Pedro bó. O problema de existir crianças na africa morrendo de fome, não justifica
      esse seu “capitalismo assassino”. O problema está lá mesmo. Seus dirigentes e
      políticos é que “pegam” tudo para si e não dividem o que é de todos. Se acham os
      donos do pedaço. Ninguém é culpado por ser rico, todos temos o mesmo direito.
      Até ai a achar que devemos trabalhar e dividir com outros que não reivindicam o
      que tem direito. Todos tem de reivindicar e agir e não ficar ai falando besteira feito
      defensor de pobres e oprimidos. Faça a sua parte e não julgue nada e nem ninguem. Um dia seus dirigentes se tocarão e seu povo reivindicará o que está
      acontecendo. Você ficar ai julgando como se fosse o dono do mundo é que não dá. O mundo inteiro está mudando. Todos estão crescendo e inclusive nós, sim-
      ples tupiniquins. Entendeu Pedro Bó?
      José Hygino

  3. Pedro bó. Antes de criticar o capitalismo, vamos dar uma olhada no socialismo na prática dos dias de hoje. Os grandes empresários fazem um consócio com políticos para que aquele tenha monopólio econômico de seu setor, receba as benesses tributárias e informações previlegiadas desde que patrocine os políticos. Mas, para isso, se faz necessário um poder centralizado do governo, assim, tem força para manipular, usar das regulamentações e da força para oprimir a população. Sim, o Brasil é um país socialista na prática, lembra da JBS e da Odebrecht? Assim, os pequenos e médios empresários não conseguem disputar contras esses grandes e o resultado é que não temos competição no preço, bem como os salários são controlados, já que são as grandes empresas quem mais empregam. Em um país genuinamente capitalisa (como era os EUA antes de Obama e Jimmy Carter), 80% da economia se ocorre nessas pequenas e médias empresas. O resultado é que, se uma empresa gigante vir a fechar ou incorrer em escândalos não abala a economia do país, há maior competição de qualidade, de preço e de quantidade, gerando mais empregos, maior desenvolvimento tecnológico etc… Já no socialismo isso não ocorre, porque os mega empresários em conluio de políticos enconstam num Estado que sobrevive de altos impostos e dá migalhas para seus contribuintes, além de criar estatais para saqueá-las. Pesquise melhor, faça a comparação, e o sr. verá que são os países socialista onde ocorrem as maiores pobrezas do planeta, as maiores injustiças sociais do mundo. Desafio o sr. estudar melhor essa questão.