Passageiro “engraçadinho” faz voo atrasar ao nomear seu aparelho como ‘Galaxy Note 7’.

Um voo da companhia Virgin America quase foi desviado após um passageiro “engraçadinho” mudar o nome do roteador wi-fi do seu celular para ‘Samsung Galaxy Note 7’. O modelo da Samsung foi banido por todas as companhias aéreas, devido à ameaça de explosão das baterias.

Quando o passageiro Lucas Wojciechowski embarcou no voo da Virgin de San Francisco a Boston, ele ligou seu laptop e notou um hotspot wi-fi nomeado ‘Samsung Galaxy Note 7_1097’, e alertou a tripulação.

Os comissários questionaram pelo alto-falante, mas ninguém se pronunciou. Em um dos vários tuítes, Lucas disse que a tripulação chegou a anunciar que “isto não é uma brincadeira. Nós vamos procurar na mala de todos os passageiros até encontrarmos o dispositivo”.

 

 

A situação já começava a ficar inconveniente para todos (e o voo já estava atrasado), quando um dos passageiros admitiu a brincadeira. Minutos depois, as luzes da aeronave foram diminuídas e o voo pode partir de San Francisco.

As atitudes da tripulação confirmam a seriedade com que a questão do Galaxy Note 7 é tratada. A Virgin America emitiu comunicado exaltando a atuação de sua equipe a bordo, que agiu preventivamente e com ceticismo, visando a correção da situação antes que a aeronave alçasse voo.

O aparelho realmente tem potencial de causar um incêndio a bordo e os resultados podem ser trágicos. Atualmente, esse tipo de comportamento não resulta em punições ou prisão, no entanto, é altamente recomendável evitar comportamentos que possam prejudicar a segurança do voo.