Pesquisa da ANAC aponta 15 rotas domésticas com potencial de voos diretos.

Anacrotas

A pesquisa “O Brasil que Voa” realizada pela ANAC em 2014 com dezenas de milhares de passageiros em 65 aeroportos brasileiros, revela muitos dados interessantes. Um deles é referente às rotas com potencial de voos diretos, mas que hoje não são operadas por nenhuma empresa aérea.

A lista está logo abaixo e vai lhe surpreender:

1 – Rio de Janeiro (RJ) – Vila Velha (ES) – 150.926 viajantes

2 – Blumenau (SC) – São Paulo (SP) – 133.102

3 – Campo Grande (MS) – Rio de Janeiro (RJ) – 113.202

4 – Macaé (RJ) – Salvador (BA) – 109.389

5 – Cuiabá (MT) – Curitiba (PR) – 97.117

6 – Curitiba (PR) – Salvador (BA) – 91.931

7 – Recife (PE) – Belém (PA) – 82.253

8 – Gramado (RS) – São Paulo (SP) – 81.933

9 – Santos (SP) – Rio de Janeiro (RJ) – 81.188

10 – Curitiba (PR) – Fortaleza (CE) – 80.983

11 – São Paulo (SP) – Macapá (AP) – 73.428

12 – Florianópolis (SC) – Belo Horizonte (MG) – 71.690

13 – Recife (PE) – São Luis (MA) – 70.101

14 – Rio de Janeiro (RJ) – Teresina (PI) – 70.002

15 – São Paulo (SP) – Vila Velha (ES) – 69.737

 

É interessante observar, porém, que nem todas as cidades listadas possuem aeroportos capazes de receber voos de passageiros, e essa é uma lição para o Governo Federal, investir para atender não apenas à demanda corrente, mas também a uma eventual demanda reprimida, na espera da viabilização do transporte aéreo em suas cidades.

Além das 15 rotas com maior potencial, a ANAC disponibilizou em site a pesquisa completa contendo outras cidades com potencial de receberem voos. Veja na íntegra em http://www.aviacao.gov.br/obrasilquevoa

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.

2 Comments:

  1. Belém Recife, Belém Salvador, Belém Florianópolis é certo ter muitas viagens.

  2. Além do governo investir na modernização dos pequenos aeroportos, deveria também criar algum tipo de programa de incentivos para Brasileiros criarem novas companhias aéreas, para atender essa demanda

Comente