Primeiro A350 das Américas está quase pronto e será da TAM.

imagem: Airbus

imagem: Airbus


O primeiro A350 XWB das Américas, que pertence à TAM Linhas Aéreas, acabou de entrar na linha final de montagem da Airbus em Toulouse (França), conhecida como Roger Béteille Final Assembly Line (FAL). Esta aeronave, com previsão de entrega em dezembro deste ano, é a primeira de um total de 27 que a TAM receberá até 2019. A equipe multidisciplinar criada para cuidar exclusivamente do projeto A350 XWB dentro da companhia acompanhará todo o processo de produção do equipamento.

Construído com avançados materiais compostos, que são mais leves, eficientes e econômicos, o A350 XWB pertence à última geração de aeronaves de longo alcance. A sua fuselagem mais ampla possibilita uma experiência de viagem ainda mais confortável. Com nove assentos de 45,72 cm de largura por fileira na Classe Econômica, os passageiros poderão desfrutar de mais espaço, janelas panorâmicas e bagageiros mais espaçosos para guardar seus pertences de mão.

No A350 XWB, os clientes desfrutarão de um voo ainda mais relaxante e sentirão menos cansaço, mesmo após longas viagens. O ar dentro da cabine é totalmente renovado a cada dois ou três minutos e mantido na temperatura ideal. O Airbus A350 XWB também emite até 25% menos gases de efeito estufa do que outros aviões utilizados pela indústria em voos de longo curso. Outro diferencial deste novo equipamento em relação aos modelos concorrentes, que adotam o alumínio ao invés de materiais compostos na sua estrutura, são os custos operacionais 25% menores.

Até o fim de janeiro deste ano, 40 empresas de todo o mundo haviam feito a encomenda de 780 aviões A350 XWB. Os dois primeiros deles pertencem a Qatar Airways, empresa que – assim como a TAM – faz parte da aliança oneworld®, e estão operando, com sucesso, voos diários ligando Doha (Qatar) a Frankfurt (Alemanha) desde meados de janeiro e março, respectivamente.

A TAM está se preparando, há três anos, para a entrada do A350 XWB em sua frota. No começo de março, a companhia deu início, junto à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), à certificação operacional do novo avião. A certificação da agência atestará a capacidade da empresa em operar o equipamento de maneira segura.

Imagem: AIRBUS

Imagem: AIRBUS

  • Esse nariz vermelho indica que a pintura será diferente ou é apenas a cor da chapa antes da pintura?

    • É apenas a cor da chapa mesmo, no nariz é que fica o radome dos aviões, é feito fora da Airbus…