Projeto Rio Galeria inaugura novo parquinho para crianças do Complexo da Maré.

galeao_maio2014-0034-1030x6861

No dia 12 de outubro foi inaugurado um novo parquinho para crianças da Favela Nova Holanda, no Complexo da Maré, na Praça da Alegria. Os recursos foram levantados através do projeto Rio Galeria, da agência de benfeitorias Satrápia em parceria com o RIOgaleão – Aeroporto Internacional Tom Jobim. A iniciativa reuniu artistas que usaram restos de construções, no terminal, para criar obras de arte. As peças foram vendidas, no aeroporto, durante os meses de maio, junho, julho e agosto, e parte do valor arrecadado foi revertido na construção da nova área de lazer das crianças da Maré. O parquinho foi erguido com material reciclável e usou também restos das obras da construção do Píer Sul (nova área do aeroporto com mais de 100 mil m² e 26 pontes de embarque) e da ampliação do terminal 2.

Davi Rezende é um dos artistas que participou do projeto. Membro de uma família que trabalha com sucata, Davi já transformou, por exemplo, um orelhão em cadeira e construiu mesa de placas e uma poltrona a partir de um carrinho de bagagens. O artista José Reynaldo também fez parte do projeto. Ele transforma madeiras, chapas de ferro, vidro e diversos materiais em esculturas e instalações. Já Alexandre Aguiar usa concreto e madeira em luminárias, mesas e vasos de plantas de grandes proporções. E, por fim, o artista conhecido como Tonelada transforma tonéis e latas de tinta em mesas e obras de arte.

As obras de revitalização da Praça da Alegria também contaram com o apoio da Prefeitura do Estado do Rio de Janeiro. A reforma faz parte do ‘Sou + Minha Comunidade’, programa da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos que recuperou áreas comuns de diversas locais da cidade. O projeto teve início em 2014 e desde então praças, hortas, quadras, campos e outros espaços já foram beneficiados pelo pacote de melhorias. 

Na Maré, a Seconserva executou serviços de construção de piso em concreto, revitalizou a quadra poliesportiva, podou árvores e fez capina, limpeza e instalação de papeleiras, além de implementar novos projetores e fazer a manutenção da iluminação pública. Ao todo, foram plantadas mais de 300 mudas de vegetais e 20 árvores. Muros próximos à área de lazer ganharam painéis de grafite e mosaico. A reforma da praça foi feita também em parceria com a Fundação Parques e Jardins, Comlurb e a Rioluz.

“A nova área de lazer do Complexo da Maré é resultado da união da sociedade, poder público e iniciativa privada. A Satrápia acredita que através desse tripé, as cidades podem ser transformadas e todos os cidadãos beneficiados”, comenta Myrtes Mattos, uma das sócias da Satrápia. Já a diretora de comunicação e marketing do RIOgaleão, Renata Pinheiro, diz que “projetos como esse, que realizamos com a Satrápia, reforça o nosso posicionamento e valores que são o de conectar as pessoas e o espírito de servir. Cada vez mais queremos unir esses propósitos, construir e oferecer novas experiências ao público, mas sempre tendo em mente a importância em deixar um legado para a cidade”.