Rival chinês do A320 e do 737, o COMAC C919 realiza seu primeiro voo.

Jato C919 decola de Xangai. | Foto: Associated Press

A China deu hoje um grande passo na área da aeronáutica com o primeiro voo do COMAC C919, jato comercial de médio porte que pretende concorrer com o Airbus A320 e o Boeing 737.




Com a presença de mais de 3000 pessoas e extensa cobertura midiática, o avião decolou do Aeroporto Internacional de Pudong, em Xhanghai, com transmissão ao vivo. O voo foi feito por uma tripulação de cinco pessoas, incluindo pilotos de testes e engenheiros.

O jato passou por diversos problemas durante sua construção. O primeiro voo, por exemplo, deveria ter sido realizado em 2014. O projeto faz parte do programa estatal Made In China 2025, que tem ambição de desenvolver tecnologia avançada, desde robôs até medicamentos e transportes, tudo no nível de qualidade de primeiro mundo.

Cockpit do C919. | Foto: China Xinhua News

Apesar de ser um projeto totalmente chinês, ao contrário do ARJ-21 da mesma fabricante que é baseado no americano MD-80, o C919 ainda depende de tecnologia estrangeira. Os seus motores, por exemplo, são os CFM LEAP, que equipam os A320neo e 737MAX. Apesar dessa dependência estrangeira, ter um motor estrangeiro de uma empresa consolidada e reconhecida facilita a entrada em mercados fora da zona de influência da China.

O avião de corredor único é o maior avião comercial feito pela China, e tem capacidade entre 155 e 175 passageiros, com um alcance máximo de 4.075 km (2.200 milhas náuticas). O início das operações comerciais com o jato está previsto para 2019 com a companhia China Eastern. Atualmente a COMAC possui 570 encomendas do jato para 23 clientes.

Cabine-conceito do C919. | Foto: China Xinhua News

Informações pelo HeraldNet e Washington Post. 

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.

119 Comments:

  1. O 737 tem um estilo próprio, isso aí parece mais um a320 kkk

  2. acho q alguém colou na prova da Airbus

  3. A320 ching Ling, tem que ser chinês msm…

  4. Que medo disso ae Lucca Bortoli Roni de Andrade

  5. Os próprios chineses têm medo de lá voar

  6. Porque não me surpreende as palavras “CÓPIA” e “CHINA”

  7. Vocês queriam o que? Uma aeronave de dois andares? Faça-me o favor.. se a Embraer fizesse um projeto para concorrer com eles seria algo nesse estilo também. Um E195 estendido.

  8. como se o a320,a321 fosse mto diferente do 737 né….

  9. Só eu achei a parte da “frente” dele lembrar o 787?

  10. Já vem com paraquedas individual !

  11. A Airbus esta abrindo uma fabrica na China …

  12. Por fora um A320, por dentro um 737 sky interior

  13. Francini Mastrandea #Partiu voar nesse jato made in China???

  14. Se eu tenho medo de voar nos B737 e nos airbus das aereas chinesas, imagina voar em um legitimo chines? Nao encaro nao

  15. Qualquer semelhança é mera coincidência.

  16. Cara como saberemos qual aeronave voaremos? Não quero voar em nada da China!

  17. Pastel de flango Ailways já fez suas encomendas

  18. na boa ne..tirando as estatais chinesas..quem vai comprar isso ?

  19. Semelhança???? Logo quem não iria copiar

  20. Não dá pra usar o fone chinês de 5 reais quê compramos no camelô, como parâmetro de um jato. Aviação é outro mundo, outro nivel.

  21. Vai concorrer no mercado da Embraer isso sim.

  22. Felipe Caixeta até que é bonitinho

  23. Concorrência é útil e faz bem a saúde do mercado/indústria!

  24. e um a320 misturado com 787 kkkkkkkkkkkk

  25. O “design” aproxima se mais do Airbus do que a do Boeing!

  26. Se voa em Jato feito no Brasil, que é mais arriscado, porque não voar num chinês?

  27. C919 = Cópia 91,9% a dos concorrentes. China sempre fazendo réplicas.

  28. Parece um mini 787 da 25 de Março.

  29. Mais uma copia Made in China, eu é que não vou marcar passagens em companhias aéreas que tenham na frota, essa baleia azul com asas.

  30. Um país com 1 bilhão de habitantes e apenas 5 pessoas a bordo no teste kkkkkk,

    C de copia kkkkk;

  31. Acho muito difícil a grandes cias áreas darem espaço para esta aeronave!

  32. E sempre assim os outros inventa e a china copia

  33. Ronaldo Benetti … será q dura lá em cima?

  34. Gostei muito do deck de voo ,bastante enxuto .

  35. Será que servem pastel de flango a bordo? Kkkkkk

  36. Nem quero pensar de viajar sobre um avião feito pelo chineses

  37. Gente, a China tem engenheiros e muitos outros profissionais que dão na cara de muitos países!

  38. Será que esse aí “solta pecinha”???

  39. Foi se o tempo em que a China fazia porcaria. Hoje em vários setores da indústria eles fazem só coisas muito boas e porque não uma aeronave??

  40. A Embraer, que já cumpriu essa etapa, precisa lançar-se agora na construção de um jato intercontinental.

  41. Bom demais ver essa evolução toda,

  42. Uma mistura de calda de embraer com resto de airbus

  43. Espero que estes aviões não venham para companhias que voam por aqui…eu no ramo da construção civil já tive e vi enorme problemas com materiais importados da China, desde de flexíveis para ligação de bacia ou pia com alto teor alumínio e se rompia muito mais facilmente que os daqui, como vidros que mancham no sol…de quais materiais são feitos estes aviões???

  44. Marcos Fábio Martins de Oliveira

  45. Bom, sei que aviação é outro nível, mas a levar em conta uma van chinesa que tive , só digo uma coisa… Tô Fora…..kk

  46. Realmente ele parece um Mini A350……..
    Nussss quantos comentários idiotas aqui tbm viu, uns até entendo a graça mas tem outros q custo acreditar q a pessoa estar falando sério….

  47. Pingback: COMAC (China) pode investir no programa C-Series da Bombardier. - AEROIN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *