S7 Airlines, da Rússia, é o novo integrante da família de E-Jets.

embraer-e175-ew1
Poucas semanas após receber os Certificados de Tipo das autoridades russas para os jatos E170 e E175, a Embraer anuncia que a S7 Airlines será a primeira operadora do E170 no país. A companhia aérea assinou um acordo com a GE Capital Aviation Services (GECAS) para o leasing de 17 jatos usados E170, não afetando, portanto, a carteira de pedidos da Embraer. A companhia aérea começará a receber as aeronaves no primeiro trimestre de 2017.

“Novamente, Embraer e GECAS se unem para fornecer aeronaves ao mercado russo”, disse Arjan Meijer, Chief Commercial Officer, Embraer Aviação Comercial. “Damos as boas-vindas à S7 Airlines à crescente família de operadores de E-Jets. Estamos muito satisfeitos em ver o E170 em operação com uma das maiores empresas aéreas russas, apoiando-a na expansão das rotas pela Rússia. A S7 é agora a operadora com a maior malha fora de Moscou servindo mercados regionais e intra-regionais.”

“Os novos E170 nos permitirão ganhar impulso no desenvolvimento do transporte aéreo regional. Vemos grande potencial nesse segmento. Hoje, o transporte aéreo está concentrado em Moscou, e os passageiros das cidades da região de Ural muitas vezes têm de voar para o Extremo Oriente por meio de uma conexão em Moscou. Os primeiros Embraer serão baseados no aeroporto Novosibirsk Tolmachevo, que está muito bem localizado para servir como eficiente ponto de conexão para outras regiões. O novo tipo de aeronaves nos permitirá lançar voos a partir de cidades pequenas e difíceis de alcançar, onde o uso de aviões de médio alcance é impossível”, disse Vladimir Obyedkov, CEO da S7 Airlines.

“A introdução do E170 na frota da S7 é o resultado de nossa análise aprofundada das crescentes necessidades da companhia aérea”, disse Alec Burger, Presidente e CEO da GECAS. “O E170 oferece um firme desempenho operacional e é adequado para ajudar a S7 a servir o mercado russo.”

Os E-Jets já estão bem estabelecidos em vários países da região, como Polônia, Finlândia e Bulgária, e também nos países da CEI (Comunidade de Estados Independentes), com clientes da Embraer operando E-Jets no Cazaquistão, Azerbaijão, Bielorrússia, Ucrânia e Moldávia. O E190 e o E195 foram certificados pela Rússia em 2012, e a Saratov Airlines vem voando o E195 desde 2013.

A Embraer é líder mundial na fabricação de jatos comerciais de até 130 assentos. A Companhia possui 100 clientes em todo o mundo operandos os jatos das famílias ERJ e de E-Jets. Somente para o programa de E-Jets, a Embraer já registrou mais de 1.700 pedidos firmes e 1.300 entregas, redefinindo o conceito tradicional de aeronaves regionais por meio da operação em uma gama de aplicações de negócios.

Da Assessoria de Imprensa

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.

5 Comments:

  1. fico feliz quando uma cia aérea adquire aeronaves da EMBRAER e AIRBUS

  2. E com isso a EMBRAER desbanca a Sukhoi Superjet em próprias terras russas

  3. Wow! Vou adorar vê-los nas cores berrantes da S7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *