Santos Dumont tem novas opções de compras em comemoração aos seus 81 anos

Vista aérea do aeroporto Santos Dumont. Imagem: Divulgação / Infraero.

Nesta quinta-feira (30/11), o Aeroporto Santos Dumont completa 81 anos como parte de um dos tradicionais cartões postais da cidade do Rio de Janeiro (RJ). O terminal fluminense foi o primeiro aeroporto civil a operar voos comerciais no Brasil.




Construído na década de 30, sobre um aterro à beira da Baía de Guanabara, o Santos Dumont tem localização privilegiada, situado a 2 quilômetros do centro e próximo dos principais hotéis e atrações turísticas da cidade. O nome é uma homenagem a Alberto Santos Dumont, aeronauta, esportista, inventor e patrono da Aeronáutica Brasileira.

E para comemorar junto aos seus usuários, o terminal recebeu novas opções de compras neste mês de novembro. São cinco novos estabelecimentos, entre lojas de roupas, cafeteria, cervejaria e lanches saudáveis.

Outra novidade é a lanchonete com preços controlados, que será inaugurada ainda em dezembro. A loja, com o selo “Lanche Popular”, é mais uma opção de alimentação para os usuários do aeroporto, oferecendo em seu cardápio uma lista de 15 itens com preços fixados, estabelecidos por meio de pesquisa no mercado local.

Aeronave da Azul instantes antes do pouso no Santos Dumont.

Atualmente, cinco companhias aéreas operam voos no Santos Dumont – Latam, Gol, Avianca, Passaredo e Azul – que ligam o terminal a 13 destinos nacionais: Brasília (DF), São Paulo (SP), Guarulhos (SP), Ribeirão Preto (SP), Campinas (SP), Vitória (ES), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Confins (MG), Uberlândia (MG), Goiânia (GO), Porto Seguro (BA), Campos dos Goytacazes (RJ).

O Santos Dumont tem capacidade para receber 13,1 milhões de usuários por ano e é considerado um dos dez aeroportos mais movimentados do país. Somente no último ano passaram pelo terminal mais de nove milhões de passageiros, entre embarques e desembarques. Já em 2017, até o mês de outubro, foram contabilizados 7,6 milhões de viajantes.

O superintendente do aeroporto, João Marcos Coelho Soares, explica a grande importância do terminal para a cidade do Rio de Janeiro. “O Santos Dumont tem na ponte aérea sua principal movimentação, isso significa que o aeroporto faz a ligação entre os mais relevantes centros econômicos do país. Nosso objetivo é melhorar, cada vez mais, nossos serviços, para que a expectativa dos nossos passageiros seja sempre atingida e, por vezes, superada”, ressaltou.

A Infraero continua investindo para aprimorar a infraestrutura do Santos Dumont e garantir mais comodidade aos passageiros que passam pelo terminal. O trabalho no sentido de melhorar a refrigeração é contínuo, principalmente em virtude das altas temperaturas registradas na capital fluminense. Com este objetivo, desde setembro de 2016, a estatal concluiu a instalação de mais uma Unidade de Resfriamento Líquido, o Chiller; instalou quatro ares-condicionados do tipo Fancoil CAV e reformou oito Fancoils CAV, instalados no conector da sala de embarque. Mais quatro torres de resfriamento com o investimento de R$ 4,2 milhões estão sendo instaladas no terminal e devem entrar em funcionamento no início de 2018.




Até o momento, já foi concluída também a restauração do piso, pintura, forro, luminárias e ares condicionados das pontes de embarque 2 e 6. A revitalização da ponte 3 está prevista para ser concluída no mês de dezembro. Outras cinco pontes passarão por reforma em 2018. O valor total da obra é de R$ 2,2 milhões.

Outro serviço já concluído foi a substituição de lâmpadas comuns por lâmpadas LED (Diodo Emissor de Luz, em inglês, Light Emitting Diode) em toda a parte térrea do terminal. Ao todo, foram implantadas 107 novas unidades para a iluminação. A iniciativa sustentável, com potência consumida total de 1.980W, representa uma economia de cerca de 75% no consumo de energia em relação ao modelo de iluminação utilizado anteriormente. O embarque e o conector também serão contemplados com lâmpadas da tecnologia LED ainda no mês de dezembro.

Jatos executivos também operam com frequência no Santos Dumont.

Arquitetura, conforto e muitas opções

Outro destaque do Aeroporto Santos Dumont é a moderna sala de embarque, a primeira no Brasil totalmente revestida de material transparente, que dá uma ampla visão para a Baía de Guanabara, onde é possível observar cartões-postais da cidade, como a Ponte Rio-Niterói, a Ilha Fiscal, local onde foi realizado o último baile do Império, o Museu de Arte Contemporânea, cujo projeto leva a assinatura de Oscar Niemeyer, a cidade de Niterói, a Escola Naval e o Pão de Açúcar.

E se os viajantes e visitantes preferirem o conforto de um shopping, é só ir ao Bossa Nova Mall – o primeiro centro de compras brasileiro com hotel (Prodigy Hotel Santos Dumont) interligado a um aeroporto. O complexo ainda dispõe de um hotel, além de um centro de convenções com capacidade para 800 pessoas, e um business center com mais de 4 mil m².

 
Informações pela Assessoria de Imprensa da Infraero.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.