Setor de Achados e Perdidos reúne milhares de objetos em Congonhas.


Esquecer cadeiras de rodas, muletas e outros objetos no Aeroporto de Congonhas tem sido uma situação frequente, registrada pelo setor de Achados e Perdidos da Infraero. Diariamente, cerca de 37 pertences, dos mais variados tipos, são deixados no terminal aeroportuário e resgatados por pessoas honestas e de bom coração.

Em 2016, o setor cadastrou um total de 13.564 objetos, número 15% maior se comparado com o mesmo período do ano anterior. “Documentos, cartão magnético, joias e bijouterias são os itens encontrados com maior frequência no terminal”, informa o coordenador do Terminal de Passageiros, Rodrigo Maciel da Silva. Ele explica também que foram mapeados os locais onde as pessoas esquecem seus pertences com mais regularidade: 29% dos objetos são esquecidos na ala da inspeção da bagagem de mão (raio-x) e 11% na sala de embarque.

Os objetos perdidos e encontrados ficam disponíveis para retirada pelo período de 30 dias. Os campeões de abandono são documentos pessoais (RG, CPF, título de eleitor, habilitação e passaporte, cartões de bancos). Foi o caso do usuário Dimas de Assis, que esteve no setor para retirar a carteira que esqueceu no sanitário na segunda-feira, (9/1). “É a primeira vez que utilizo o serviço e a experiência foi muito boa. Obrigado à Infraero ”, elogiou.

O setor onde estão armazenados os objetos esquecidos, não é formado apenas por caixas e mais caixas de carteiras e documentos esquecidos. Itens variados também lotam as prateleiras, como bolsa feminina contendo diversos objetos pessoas, travesseiros, roupas, bengalas, apoios de pescoço e até malas novas.

Maciel revela as diversas situações emocionantes registradas no momento que o pertence é resgatado pelo dono. “É comum ouvirmos das pessoas que não imaginava existir um serviço dessa natureza e, daí, segue a manifestação da felicidade e o elogio à equipe. É muito legal trabalhar numa atividade que ajuda as pessoas. A satisfação é nossa também”, conclui. Além de malas também surgem, de vez em quando, mochilas cheias de roupas usadas, óculos de grau e de sol, livros, guarda-chuva. E se ninguém reclamar pelos pertences no prazo de 30 dias, os objetos são separados, catalogados e doados para entidades assistenciais em aproximadamente 06 meses.

Para comprovar que o objeto é de fato da pessoa é necessário que o proprietário informe dados e características do objeto esquecido. De acordo com levantamento realizado pela equipe do setor, 33% do total de objetos cadastrados são resgatados pelos seus donos, que procuram o local e informam o esquecimento.

O Setor Achados e Perdidos de Congonhas está localizado no piso do primeiro andar do terminal de passageiros e funciona diariamente, das 06h00 até 23h00. Para recuperar o pertence basta comparecer ao local, ou fazer contato via telefone 5090-9013, ou por email achadoseperdidoscgh@infraero.gov.br.

Da Infraero

8 Comments:

  1. Me falaram que tem uma Sogra la já faz 2 anos e ninguém foi buscar !!!!

  2. Mistura de incompetência com pouco caso.

  3. Se encontraram a VARIG ou a PANAIR, nos informe, pois iremos colocá-las prá voar. #EraBomVoar.

  4. Perdidos ou convenientemente abandonados.

  5. paulo roberto messias

    no dia 30 de janeiro minha esposa estava indo para rio branco acre quando esqueçeu sua maleta de maquiagem com mais alguns pertences, estava sentada no portão três da latam.