Singapore decidirá entre um possível A350-2000 ou Boeing 777-10X.

singapore-a350

Até o final do ano, a Singapore Airlines deverá escolher um novo avião entre as opções da Boeing e Airbus, de acordo com três pessoas próximas à disputa entre a fabricante americana e européia.

“Tem uma disputa feroz para o pedido da Singapore” disse uma das três pessoas, que pediu para manter seu nome em sigilo.

Atualmente, os novos aviões da Boeing e da Airbus existem apenas em apresentações de Power Point com suas principais características, que estão sendo avaliadas pelos engenheiros da Singapore Airlines. Ambas as aeronaves serão os maiores aviões bimotores já fabricados, além de serem os aviões de dois corredores mais compridos da história, caso os projetos sejam concluídos.

O Airbus A350-2000 – designação ainda não confirmada – teria 78.63 metros de comprimento e capacidade para 400 passageiros. Já o suposto Boeing 777-10X teria no seu comprimento 80.16 metros e 450 assentos numa configuração padrão. Isto representa 30 e 50 passageiros a mais em cada aeronave, respectivamente, comparando aos maiores modelos do A350 e do 777X.

A decisão da Singapore Airlines seria para a futura substituição do Airbus A380. A companhia foi a primeira a operar o modelo, que é o maior avião comercial da história. Porém devido ao preço do petróleo em subida constante desde o anúncio do seu projeto, a operação da aeronave se tornou mais cara devido aos seus quatro motores. Os contratos de leasing do gigante irão vencer em breve, e até agora não existe uma sinalização para renovação dos mesmos.

As novas aeronaves chegariam numa capacidade próxima à do A380, que na configuração padrão conta com 550 assentos, e até do Jumbo 747-8, com capacidade típica para 470 passageiros. Tanto o A350 quanto o 777X podem operar em aeroportos que não acomodam o A380, sendo que o 777X poderá fazer isso devido a sua ponta de asa dobrável em solo.

Possível tamanho dos novos aviões seria quase de um campo de futebol americano.

O Boeing 777X deverá entrar em operação regular em 2020. Já o A350 começou suas operações regulares no ano passado, e nas próximas semanas a sua maior versão atual, o A350-1000, irá decolar pela primeira vez.

A Singapore Airlines está avaliando cada detalhe dos jatos para fazer sua decisão. Segundo informações, a parte mais complicada para os engenheiros em ambas as fabricantes seria garantir que os jatos não ficassem tão grandes a ponto de aumentar demais seu peso, que influenciaria no consumo e pista requerida para decolagem e pouso.

“Talvez seja difícil para a Airbus conseguir mais potência dos motores Rolls-Royce do A350, para acomodar um jato maior e mais longo,” afirmou Richard Aboulafia, vice-presidente de análises do Grupo Teal de consultoria. A Airbus e a Rolls-Royce revisaram o projeto do motor do A350 uma vez, enquanto o GE9X do Boeing 777X já foi desenhado para maior performance devido às asas maiores da aeronave.

“Nós estamos sempre trabalhando em parceria com a Airbus para garantir que o A350 atenda a todos os requisitos das companhias aéreas”, disse um representante da Rolls-Royce. Porém Richard Aboulafia disse que a Airbus não tem grandes planos de desenvolvimento depois de 2017, e pode trazer o A350-2000 para o mercado antes da Boeing.

777-9X Flying in Sunlight Over Clouds - 2014

A decisão da Singapore por algum modelo não garante que tanto a Airbus ou a Boeing irão fabricar a aeronave. Porém um aval da Singapore Airlines dará credibilidade para o modelo para ser encomendado por outras companhias aéreas. Ambas as fabricantes precisam demonstrar que existem compradores suficientes para aquela aeronave antes de começar a fabrica-lá.

“Nós discutimos requerimentos da nossa frota com as fabricantes diariamente, e qualquer detalhe dessa discussão é confidencial”, disse Nicholas Ionides, vice-presidente de relações públicas da Singapore Airlines.

Um representante da Boeing disse: “Nós iremos continuar a estudar variantes do 777X e procurar necessidades dos nossos clientes para desenvolver produtos que possuem o maior valor para eles”, porém nenhuma decisão foi feita ainda.

A Airbus se nega a discutir campanhas de venda em andamento.

Traduzido e adaptado da CNN Money

 

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.
  • Ouvi falar sobre o possível A350-1100 pra competir com o B777-10X

    • É a mesma aeronave Júnior, algumas fontes falam que irá ser designada 1100 e outras 2000.

    • Que venham os futuros reis dos céus então.

    • Tudo indica que so uma dessa aeronave sairá do projeto .logo sao proposta ainda e vai depemder da decisao da simgapore

    • O 777X já está com seu projeto pronto e começando seu primeiro protótipo

  • B777-10X

  • Guilherme Amacio

  • 777.

  • Boeing!

  • O futuro é bimotor…

  • E a geração bimotora vem dominando geral.

  • Boeing

  • Pra min acho a boeing deve sair na frente .devido a motorizaçao. O GE90 ja ta pronto .e cada dia mais forte .e nao confio nos motores rolls royce.

    • Fabiano Olivr

      Só por causa do motor? Nice KKK como na matéria cita, a Airbus sairia em provável em vantagem, já que não tem nenhum projeto de aeronave para finalizar, uma vez que só falta terminar os últimos testes do A350-1000. Enquanto a Boeing, ainda nem montou seu primeiro 777X…

  • Imagina o tamanho de ambos…

  • Para mim, um A350-“1100″/”2000”, 777-10, A322 ou MadMax ainda soam muito com história para boi dormir que um produto com mercado e justificativa para a existência deles.

    Singapore só deve estar fazendo barulho para ganhar um descontinho em uns A380s extras.

    • Acho que nao .a singapore ja deu sinal que nao quer mais os a380.ja vai devolver os srus.que sao locado

    • Ela vai devolver os 5 primeiros que compraram, que são modelos do primeiro lote de A380s construídos e são mais pesados e tem uma performance inferior aos A380s construídos hoje. Foi exatamente essa ideologia pela qual a Singapore Airlines comprou 5 A380s em 2013 se não me falha a memória.

  • Espero que a Airbus Não Aposente nem tão Cedo Esse Super Lindissimo e Belissimo e Espetacular e Sensacional Airbus A380!

    • E inevitavel.desde 2014 nao recebe encomenda .a singapore ta devolvendo os seus .a malasya ta vendendo os seus .como nao tava conseguindo vender .arrumou outra solucao.tirando emiretes nao vivem de lucro .que qer ele .as outras tao atardando os srus pedidos .outras qerendo cancelar

    • É triste mesmo eu que sou um grande fã apaixonado por Aviação e muito fã desses dois Super Aviões mas se não tem outra solução a melhor saida é essa mesmo Infelizmente Infelizmente!

  • 777 ❤️️

  • Mais ja substituir o A380?

  • Gabriel Lotero

  • Põe 2 A350/777 que já existem nessas rotas que o A380 vai sair e fim da história.

  • Agora ficou ruim pro A350.

  • Ainda quero ter a chance de voar em um A380 e em um B747-8I, o maior que voei foi o 777-300ER.

  • Boeing pra mim é superior a Airbus, não vejo vantagens no A380.

  • 2000 ?

  • Sempre Airbus e Rolls-Royce, muito superiores à Boeing e GE.

    • Csmpara airbus e boeing pra min ate vai .uns gosta de um e outros gosta de outro.agoa ge e rolls royce ta brincadeira .rolls royce uns das piores fabricante de motor .

    • GE faz motores muitos frágeis. Olha o que já voou de disco de CF6. Trabalho com o CFM56 (GE/Snecma) e vibra mais que o IAE V2500. A Rolls-Royce é muito mais avançada (três eixos, usa titânio etc.). Coloco inclusive a Pratt&Whitney na frente da GE. Não é por que faz um motor de 115,000 lb que é melhor. É a minha opinião!

  • Ueh 2000? O.o

  • Po ainda vai pensar???? Os responsaveis nao acompanham as noticias a respeito de acidentes e ou incidentes???? E claro que o boeing e melhor principalmente mas estatisticas de seguranca.