Tecnologia de rastreamento ameniza ‘surpresas’ com bagagens.

Nada pior do que desembarcar em um aeroporto para curtir as tão sonhadas férias ou para voltar para casa depois de um cansativo voo e descobrir que sua mala não chegou. Você espera, espera e nada de ela aparecer na esteira. Mas uma ferramenta de rastreamento de bagagens batizada de World Tracer e utilizada pelas companhias aéreas afiliadas à rede global da Star Alliance tem contribuído para amenizar boa parte dessa situação.

Dados da SITA, multinacional especializada em soluções de TI para o setor, indicam que a redução de extravio de bagagem foi de cerca de 60% em oito anos, com uma economia estimada de US$ 18 bilhões. A World Tracer assegura o monitoramento de bagagens perdidas ou atrasadas, possibilitando uma rápida localização do ponto onde a bagagem foi trocada.

A ferramenta opera globalmente, pode trocar informações com mais de 2.200 aeroportos e segue a bagagem por até 100 dias. Sua interface com a internet permite ao passageiro acompanhar as malas com apenas a inserção de um número no sistema de busca da ferramenta. Quando uma mala é encontrada sem dono girando na esteira, por exemplo, é classificada como de posse do aeroporto local. A numeração e as características são imediatamente comparadas com vários formulários de bagagens perdidas (chamados AHL).

No momento em que a embalagem resgatada é compatível com algum formulário, a estação que registrou a mala perdida recebe um alerta. As malas são comparadas levando-se em conta os números da rota e da etiqueta, sobrenome do passageiro, tipo de bagagem e conteúdo. “Atrasos na entrega das bagagens representam mais de 80% do total de extravios, com a transferência para outros voos como principal causa. Facilidades como esta são essenciais para garantir a confiabilidade e fidelidade dos passageiros”, afirma Ian Gillespie, porta-voz da Aliança no Brasil.

 
Pela Assessoria de Imprensa da Star Alliance.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é assessor de editoria do AEROIN.

Um Comentário:

Comente