United confirma preferência por Embraer e Boeing ao assinar encomendas.

united-express-embraer-erj-175-161116

A Embraer anunciou que assinou um contrato com a United Airlines para a venda de 24 jatos E175. A opção inicial da companhia aérea era pelo leasing das aeronaves, mas uma mudança de planos levou à opção pela compra. Esta encomenda representa uma transferência de 24 jatos E175 previamente alocados para a Republic Airways Holdings (Republic), atualmente na carteira de pedidos da Embraer, que agora serão cancelados.

Além da nova posição em relação aos E-Jets, a United também optou por converter uma encomenda junto à Boeing, mudando do modelo 737-700 para a nova geração 737-MAX. Das 65 aeronaves a serem recebidas, quatro unidades foram convertidas para o modelo 737-800 antigo, mas as demais 61 unidades serão da família MAX.

Com todas essas mudanças, quem sai perdendo é a Bombardier. Os canadenses acreditavam na escolha dos novos C-Series para renovação da frota de curto alcance da United, porém as alterações demonstram que a companhia aérea confia na eficiência das aeronaves das fabricantes brasileira e norte-americana.

Os 24 aviões da Embraer estão programados para ser entregues em 2017, e serão operados sob as cores da United Express. O contrato tem um valor total de USD 1,08 bilhão, a preço de lista. Este movimento estará refletido nos resultados da Embraer do quarto trimestre de 2016 e não terá impacto incremental na atual carteira de pedidos da Empresa.

 
Com informações da Embraer e do aeroTELEGRAPH.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é assessor de editoria do AEROIN.

30 Comments:

  1. a “preferência” é justamente pelo acordo entre Boeing e Embraer em transferencia de tecnologia

  2. Q bom pra Embraer confesso q sou mto fã da nossa brasileira, acho o design a segurança e a tecnologia deles impecável e sou fã da Boeing tbm, acho por ex. o triplo 7 uma dádiva, ô avião lindo e perfeito, me desculpe os fãs da AirBus, mas a Boeing continua cm seu velho e bom mush enquanto a AirBus transformou num joystick q a meu ver tira o poder d comando do piloto e dá pra um computador !

    • Mas o que tem a ver o sidestick com os envelopes de proteção dos aviões da Airbus? E jamais o avião fará algo que o piloto não determinou. O fato dos envelopes de proteção da Airbus limitarem mais as ações dos pilotos visam a segurança do vôo. E se o piloto quiser, desativa toda essa proteção e leva o avião “nas mãos”. Só mais um fato: se o avião da Airbus tivesse “vida própria” como muitos acham, o copiloto da Germanwings não teria conseguido jogar o A320 nos Alpes franceses, pois o avião teria impedido. O resto é tudo lenda.

    • Certo, mas tem aquela questão dos dados errados que o sistema do A330 da Air France mandou pro computador e o computador impediu que os pilotos pilotassem a máquina.

    • Penso tbm no acidente da TAM em Congonhas qdo o piloto tentava desacelerar o motor direito mas o computador n deixava mesmo q o manete tivesse sido puxado pra trás é esse tipo d automação q me assusta, mesmo o piloto tentando desativar td o sistema ele n conseguia pq os comandos n respondiam, por mais segurança q a AirBus impõe em seus sistemas eles n são confiáveis, o piloto n tem total comando n pq qdo esse sistema falha e a história já provou isso inclusive no primeiro voo no lançamento do A330 em Tolouse em q o voo teste decolou mas caiu logo depois da pista pq o piloto n conseguia aceleração e o sistema não respondia n
      lembro a data mas acho q foi no final da década d 80 início d 90, n lembro bem qual a real causa da queda na época, só lembro d o documentário q vi q falava q essa automação q
      começava a ser testada deixaria o piloto sem total domínio da aeronave e aí q a Boeing se destaca pq mesmo cm td automatização d seus aviões quem domina ainda é o piloto e cm o antigo e tradicional mush e n o joystick !

    • Airbus é alta tecnologia,qualidade,conforto,segurança é mais que um simples avião,me perdoem os fãs da Boeing…

    • Dimas Robert segurança nem tanto, pode ter conforto, mas n tem segurança, a partir do momento em q computador decide as coisas e n o piloto!

    • Cirley Moura Os computadores do Airbus A330 não impediram dos pilotos pilotarem, muito pelo contrário, deixou os comandos nas mãos dos pilotos que não interpretaram corretamente que a aeronave estava em estol, e assim ficaram a todo tempo cabrando o avião, sendo que o correto era abaixar o nariz da aeronave para recuperar a sustentação e prosseguir o voo.

    • Éverson Krieger Airbus não tem segurança? Como os pilotos do voo 236 da Air Transat e do voo 1549 da US Airways conseguiram controlar seus Aviões, mesmo sem os seus motores estarem funcionando?
      Lembrando que o Normal Low existem as proteções que impedem exercer comandos além dos que foram projetados para aeronave.
      E vale lembrar também que apesar do Boeing 777 e 787 terem manche, eles assim como os Airbus a partir do A320 são totalmente fly-by-wire, sem falar que o 787 é o Avião mais eletrônico da aviação comercial atualmente.

  3. A combinação perfeita seria Embraer/ Airbus.Mas não da pra descartar os Boeings.Eles tb são exelentes.

  4. A Bombardier estava contando com a encomenda da United pra ver os CS-300 decolar de vez, vão ter que assediar a Delta agora!

  5. joseluizdacosta@bol.com.br

    Estes Embraer são excellentes, prefiro a AZUL.

  6. Airbus vs Boeing
    Embraer vs Bombardier…
    Embraer a terceira melhor no mundo,pelo que vi em sites

Comente