Viagem aérea do futuro: fique conectado.

IMG_2172

Nos próximos três anos, os passageiros vão desfrutar ainda mais do autosserviço em companhias aéreas e aeroportos, já que a “Internet das Coisas” (IdC) “embarca” nas viagens. Esse resultado consta no relatório The Future is Connected, produzido pela SITA, líder global em soluções de TI para a indústria de transporte aéreo.

Hoje, 83% dos passageiros carregam um smartphone, atual tecnologia unificadora do transporte, que irá proporcionar uma experiência conectada do começo ao fim. O relatório da SITA mostra que os smartphones estão remodelando o comportamento da viagem, com taxas de crescimento de cerca de 80% ou mais nas fases de check-in e embarque. Está claro que os passageiros estão ansiosos para utilizar a sua própria tecnologia.

A meta da IATA é conseguir uma experiência de autosserviço para 80% dos passageiros globais até 2020. Esta expectativa abrange seis fases essenciais na jornada: o check-in, despacho de malas, digitalização de documentos, autoembarque, remarcação de voos e recuperação da bagagem. No ano passado, a iniciativa atingiu 29% dos passageiros e tem o objetivo de chegar a 40% este ano. O relatório da SITA apresenta uma análise detalhada da prontidão das companhias aéreas e aeroportos em cada etapa da viagem e a perspectiva de adoção desses processos até 2018.

The Future is Connected é uma pesquisa global da SITA com comentários e estudos de casos de aeroportos e companhias aéreas que estão se movendo para viagens totalmente conectadas. Os destaques apresentados incluem Changi Airport Group, Aeroporto Internacional de Mumbai, Air New Zealand, o Aeroporto Internacional de Miami, juntamente com as perspectivas da indústria do Conselho Internacional de Aeroportos (ACI).

Para mais detalhes, baixe o relatório completo da SITA – The Future is Connected.

sita1113