Viracopos participa do Fórum Brasil de Gestão Ambiental.

O Aeroporto Internacional de Viracopos será um dos principais expositores no Fórum Brasil de Gestão Ambiental (FBGA), que acontece nos dias 10, 11 e 12 de julho no Expo Dom Pedro (anexo ao Shopping Parque Dom Pedro), das 8h às 21h, em Campinas (SP). O objetivo do evento é articular e estimular as diversas iniciativas para fortalecer a gestão ambiental e promover a sustentabilidade.




O aeroporto vai disponibilizar durante os três dias de evento uma plataforma digital com todos os avanços realizados na área ambiental desde o início da concessão do aeroporto, em 2012.

Entre os principais projetos de destaque desenvolvidos pela equipe de meio ambiente do aeroporto estão o de “Coleta Seletiva”, o monitoramento e gestão operacional da fauna do entorno do aeroporto, projeto de recomposição vegetal, a gestão de controle de pragas e vetores (incluindo campanhas de combate à Dengue), além do programa de gestão dos recursos hídricos.

“Um evento dessa magnitude, é uma boa oportunidade para demonstrar as ações e projetos ambientais desenvolvidos em Viracopos desde o início da Concessão”, afirmou Ricardo Constantino, Diretor de Engenharia de Viracopos.

As empresas parceiras de Viracopos nos trabalhos de maio ambiente são: Corpus Saneamento e Obras, Falco Brasil e Ceiba Consultoria.

Projetos

Realizado em parceria com a empresa Corpus Saneamento e Obras, o projeto de Coleta Seletiva visa promover práticas sustentáveis e conscientizar colaboradores, passageiros e toda a comunidade aeroportuária sobre a importância da revalorização de resíduos.

Implantada em abril de 2014, a iniciativa já coletou mais de 5,8 mil toneladas de resíduos que passaram a ter destinações mais sustentáveis como reciclagem, reaproveitamento energético (biomassa e coprocessamento) e compostagem. Até então, os resíduos não eram revalorizados em todo o seu potencial para retornarem à cadeia produtiva, por isso o planejamento envolveu ações de desenvolvimento sustentável que atendem aos requisitos da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Outro projeto de destaque é o de destinação e ao tratamento de efluentes do Aeroporto. Por meio de uma parceria com a Sanasa (Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S.A.), todo o esgoto do empreendimento passou a ser destinado para a Estação Produtora de Água de Reuso (EPAR Capivari II), de propriedade da Sanasa, para tratamento.

O aeroporto também atua diretamente para minimizar os impactos da fauna na operação do aeroporto. São realizadas as retiradas dos resíduos sólidos que estejam atraindo (abrigando) fauna para dentro do aeroporto, entre outras ações de controle.

Outro ponto é o afugentamento de fauna silvestre por meio da falcoaria, realizado em parceria com a Falco Brasil. As aves utilizadas neste trabalho são colocadas para voar com técnicas de falcoaria. Enquanto não é emitida a licença para captura e manejo de aves, são realizados voos de treinamento em áreas do sítio aeroportuário. Cada voo tem em média uma hora de duração. O voo dos gaviões e falcões também afugenta as outras aves do sítio aeroportuário.

Um dos projetos em destaque é o realizado em parceria com a Ceiba Consultoria. Desde 2015, Viracopos realiza a recomposição vegetal em uma área de 44 hectares do Instituto Florestal – IF, localizado no munícipio de Mogi Guaçu (SP). Esse trabalho tem como objetivo realizar uma compensação ambiental por causa das obras de ampliação do aeroporto.

Com relação à biodiversidade, Viracopos tem como prioridade o monitoramento dos impactos causados sobre a fauna e a flora locais pela operação do Aeroporto. A área patrimonial da concessão, que vai além da área operacional, inclui 0,23 km2 de áreas protegidas, as quais estão distribuídas em três localizações diferentes.

Para isso, campanhas de campo são realizadas para o monitoramento o periódico de fauna do entorno do aeroporto, de modo que os riscos de impacto sobre os animais que habitam a região são mitigados por meio de manejo adequado e campanhas de conscientização, com reporte sistemático aos órgãos ambientais.

 
Informações pela Assessoria de Imprensa da ABV – Aeroportos Brasil Viracopos.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é assessor de editoria do AEROIN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *