Voos com 737 MAX são suspensos após problema no motor CFM LEAP.

Foto: Airways Magazine

A Boeing suspendeu ontem, 10 de maio, todos os voos com aeronaves 737 MAX após a fabricante de motores CFM International notificá-la que está “preocupada com a qualidade” dos discos da turbina de baixa pressão (low pressure turbine) dos motores CFM LEAP 1B.




Não está claro ainda se essa suspensão dos voos irá afetar o início das operações comerciais do 737 MAX, que está previsto para a próxima semana com a companhia aérea Batik Air Malasia. Diante do ocorrido, a Boeing e a CFM planejam entregar os 737 com as correções na turbina até o final deste mês.

A Boeing ainda declarou que nunca detectou algum tipo de problema no disco da turbina de baixa nos 737 MAX fabricados até agora. A fabricante já voou por mais de 2 mil horas com os aviões de teste e com as primeiras unidades de série.

O CFM LEAP também equipa o concorrente Airbus A320neo, porém numa versão diferente, LEAP 1A. Apesar de compartilharem diversas peças e a mesma arquitetura no geral, a versão 1A utiliza um design diferente para a turbina de baixa pressão, e o disco da mesma é feito por um fornecedor diferente, segundo a CFM International declarou.

Apesar de esperar que o problema seja solucionado nos próximos 20 dias, aparentemente todos os motores LEAP 1B deverão retornar à suas fábricas em Lafayette, no estado americano de Indiana, ou em Villaroche, na França, o que pode causar um atraso adicional na solução do problema.
Informações pela Flight Global.

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é piloto e Bacharel em Ciências Aeronáuticas. Formado em Design e Performance de Aeronaves pela California State University Long Beach e Segurança da Aviação pela Western Michigan University. Membro da AOPA e da AIAA.