Em 2018, Azul beneficiou mais de 50 mil pessoas com ações sociais

Conectar e transformar a vida de pessoas através de sorrisos, da moradia, da leitura, da luz, da reciclagem e do transporte de órgãos. Foi por meio desses projetos e da parceria com instituições sociais que a área de Responsabilidade Social da Azul fechou o ano de 2018 com mais de 50 mil beneficiados.

Avião Airbus A320neo Azul


A empresa torna públicos os números de seu relatório social e celebra o crescimento do impacto de suas iniciativas. Foram 20 mil beneficiados a mais do que em 2017, e cerca de oito milhões de pessoas alcançadas pelas ações da companhia, número três vezes superior ao de 2017.

Carro-chefe da companhia, as ações da Azul ao longo do Outubro Rosa do ano passado atingiram cinco milhões de pessoas a mais do que em 2017, principalmente por conta do aumento da cobertura midiática durante o mês de prevenção ao câncer de mama. A empresa levou mulheres que venceram a doença para 15 aeroportos (em 2017 foram 10) para entrar em aeronaves da Azul e passar uma mensagem sobre a importância do autoexame e dos cuidados com a saúde.

Além disso, a companhia beneficiou diretamente cerca de 50 mil pessoas, graças ao aumento no número de ações sociais, que passaram de 50, em 2017, para 250 ao longo do ano passado.

Avião Airbus A230neo Rosa Azul Vitoriosas Câncer
Vitoriosas da Azul

O crescimento da atuação de Responsabilidade Social da Azul também envolveu o número de parceiros sociais. A chegada do TETO Brasil, organização internacional que trabalha na construção de moradias mais dignas para quem vive em comunidades carentes, fortaleceu a atuação social da Azul no país e se somou ao trabalho desenvolvido pela empresa com os parceiros sociais Vaga Lume, Litro de Luz e Operação Sorriso. Com frentes de atuação em moradia digna, leitura para comunidades ribeirinhas, iluminação para regiões carentes e saúde bucal para crianças de baixa renda, a Azul mostra que o setor aéreo pode exercer um papel importante na promoção do bem-estar social.

“Diante da imensidão do Brasil e dos desafios que temos em nossa realidade, sabemos que esse trabalho da nossa área de responsabilidade social é muito especial e relevante, por conectar e transformar a vida das pessoas. Mas ainda assim temos que exaltar a ampliação da atuação da Azul no social, apoiando mais parceiros, criando novos projetos e fazendo as pessoas sonharem tão alto quanto a distância que nossos aviões podem alcançar. Ficamos muito satisfeitos com os dados desse relatório e mais felizes ainda pelo impacto que promovemos na vida das pessoas e não podemos mensurar”, destaca Carolina Constantino, gerente de Comunicação, Cultura e Responsabilidade Social da Azul.

Além dos parceiros, a Azul aprimorou o projeto Conexão Azul Rosa, em parceria com o Hospital de Amor de Barretos, dobrando o número de mulheres assistidas, de 30 para 60, e ampliando o número das cidades atendidas. Até outubro deste ano, pacientes das regiões de Campo Grande (MS), Petrolina (PE), Aracaju (SE), Porto Velho (RO), Macapá (AP) e Ji-Paraná (RO), que contam com unidades fixas do Hospital, poderão ser beneficiadas pela projeto. Elas, após o diagnóstico do câncer, serão transportadas gratuitamente pela companhia, junto a seus acompanhantes, para o momento da cirurgia de retirada do nódulo.

Informações pela Azul.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.