Em 3 dias, 17 aviões Airbus fizeram este curto voo, e isso é uma ótima notícia

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

À primeira vista, pode parecer estranho que, em meio a essa completa crise de falta de passageiros, uma rota tenha movimentado um total de 17 aviões Airbus em apenas 3 dias. Mas, olhando mais a fundo, descobre-se que não se trata da realização de voos de passageiros, e nem mesmo de carga. E mesmo assim, essa é uma ótima notícia.

FlightRadar24 Rota Curta Dübendorf Zurique Swiss
A rota feita pelos 17 aviões no início da semana – Imagem: FlightRadar24

Segundo dados do site de rastreamento de voos FlightAware, entre a segunda e a quarta-feira passadas, 15 a 17 de junho, dezessete aviões modelos Airbus A320 e A321 das companhias aéreas Swiss e Edelweiss fizeram um mesmo curto voo de cerca de 25 minutos.

E conforme você viu no trajeto dos voos na imagem acima, esse tempo só não é ainda mais curto porque os procedimentos de pouso exigem que as aeronaves façam uma volta maior do que apenas uma ligação em linha reta desde o aeroporto de partida até o de pouso.

Mas afinal, se esses aeroportos estão tão próximos, e se não há passageiros e cargas a serem transportados, o que motivou essa movimentação toda?

Ao chegarmos mais perto no mapa, podemos notar que, na verdade, as decolagens aconteceram do aeroporto militar de Dübendorf, localizado em Zurique, capital da Suíça, mesma cidade do aeroporto de destino, o Internacional de Kloten.

Aeroportos de Zurique e Dübendorf, respectivamente destino e origem dos voos

Isso revela que a movimentação está relacionada a uma ótima notícia. Isso porque o aeroporto militar de Dübendorf vem sendo utilizado pelas companhias suíças para estocagem dos aviões tirados de serviço por conta da crise de demanda, ou seja, esses 17 aviões foram transladados de volta para a base operacional da Swiss e da Edelweiss.

O que isso significa? Que a perspectiva das companhias aéreas é de que essas aeronaves precisarão voltar em breve à malha por conta de um aumento de demanda! É a aviação dando sinais de retomada mesmo em meio às incertezas sobre a ocorrência ou não de uma segunda onda de contágios de Covid-19.

Avião Airbus A320 Edelweiss
Imagem: Aero Icarus [CC]

Segundo dados do FlightRadar24, as seguintes aeronaves fizeram o rápido voo em Zurique:

  • A320 de matrícula HB-IJD (Swiss)
  • A320 de matrícula HB-IJE (Swiss)
  • A320 de matrícula HB-IJJ (Swiss)
  • A320 de matrícula HB-JJM (Edelweiss)
  • A321 de matrícula HB-IOD (Swiss)
  • A321 de matrícula HB-IOF (Swiss)
  • A320 de matrícula HB-IJO (Swiss)
  • A321 de matrícula HB-IOH (Swiss)
  • A321 de matrícula HB-IOK (Swiss)
  • A320 de matrícula HB-JLS (Swiss)
  • A321 de matrícula HB-IOC (Swiss)
  • A320 de matrícula HB-JLR (Swiss)
  • A320 de matrícula HB-JJK (Edelweiss)
  • A321 de matrícula HB-IOO (Swiss)
  • A320 de matrícula HB-JJN (Edelweiss)
  • A320 de matrícula HB-IJI (Swiss)
  • A320 de matrícula HB-IJP (Swiss)

Avião Airbus A320 Swiss
Imagem: RHL Images [CC]

Apesar de todos os translados terem ocorrido entre o início e o meio da semana, apenas o A321 de matrícula HB-IOO já havia entrado efetivamente em serviço até a publicação dessa matéria.

Todos os demais 16 aviões permanecem em solo em Zurique, possivelmente passando por procedimentos de manutenção necessários antes de retomarem voos após meses parados, ou apenas em prontidão para assumirem rotas à medida que a demanda for se recuperando.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Motor PW P&W GTF PW1100G

Nova ferramenta identifica fenômeno antes que ele destrua o motor do...

0
Motores de combustão, como os de aeronaves, permanecem sob risco de danos catastróficos por um fenômeno chamado "oscilações de combustão".