De 737 e A320 até 747 e A380, veja quais aviões já foram usados nos resgates da Thomas Cook

Conforme informamos na data de ontem (23), o operação de resgate de passageiros da falida companhia turística Thomas Cook, organizada pela agência de aviação britânica CAA, promete ser a maior repatriação já feita desde a Segunda Guerra Mundial.

Apesar da dificuldade de encontrar aeronaves disponíveis no mercado, porque a maioria das unidades ociosas foi usada para compensar a suspensão do Boeing 737 MAX ao redor do mundo, os britânicos têm conseguido empregar diversos modelos para a ação.

Possivelmente os custos devam ser mais elevados do que seriam com uma maior disponibilidade de aeronaves, mas a CAA não tem medido esforços para garantir a volta de seus cidadãos para casa.

Segundo análise do ch-aviation, as seguintes aeronaves já foram utilizadas desde a segunda-feira para as operações de repatriação:

  • Miami Air International: um Boeing 737-800;
  • Eastern Airlines: três Boeing 767-300;
Avião Boeing 767 Eastern Airlines
Boeing 767-300 da Eastern Airlines

  • euroAtlantic Airways: um Boeing 767-300 e um Boeing 777-200ER;
Avião Boeing 777 Euroatlantic
Boeing 777-200ER da euroAtlantic
  • Privilegy Style : um Boeing 767-300ER;
  • Atlas Air: um Boeing 747-400;
Atlas Air 747-400 Passageiros
Boeing 747 da Atlas Air
  • Evelop Airlines: um Airbus A330-300;
  • Malaysia Airlines: um Airbus A380-800;
Avião Airbus A380 Malaysia
Airbus A380-800 da Malaysia Airlines
  • Titan Airways:
    • um Boeing 757-200;
    • um Boeing 737-400 (wet-leasing da GetJet Airlines);
    • um Airbus A320-200 e quatro Airbus A321-200 (wet-leasing da Avion Express);
    • um Airbus A320-200 (wet-leasing da SundAir);
    • um Airbus A321-200 (wet-leasing da Olympus Airways);
    • dois Airbus A321-200 (wet-leasing da SmartLynx Airlines);
    • um Airbus A340-600 (wet-leasing da Maleth-Aero);
    • um Airbus A340-300 (wet-leasing da Plus Ultra Líneas Aéreas).
757 Titan Airways
Boeing 757-200 da Titan Airways
  • Hi Fly: um Airbus A340-300;
  • Hi Fly Malta: um Airbus A340-300.

Destaque para a Titan Airways que, além de disponibilizar todas as aeronaves listadas acima, ainda alterou seu site para prestar apoio à situação crítica dos turistas afetados. Veja abaixo a tela do site.

Titan Airways Site Thomas Cook
Site da Titan auxiliando na operação Thomas Cook

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.