O 757 cargueiro que se cuide: conversão do Airbus A321 para cargas é certificada

A EASA – Agência de Segurança da Aviação Europeia, autoridade que regulamenta a aviação civil da Europa, certificou a conversão de passageiro para cargueiro do Airbus A321, realizada pela joint venture entre a EFW e a ST Engineering.

Avião Airbus A321P2F Conversão Cargueiro

A aprovação do certificado suplementar de tipo (conhecido na aviação como STC na sigla em inglês) pela EASA ocorre cerca de apenas um mês após o voo inaugural da primeira unidade convertida, que decolou em 22 de janeiro. A aeronave está programada para ser entregue à Vallair.

A ST Engineering havia declarado recentemente que esperava garantir a certificação para a conversão, chamada de P2F, até o final do primeiro trimestre de 2020.

“O rápido processo de obtenção do STC da EASA logo após nosso primeiro teste de voo é uma prova das forças de engenharia e design de nossa solução P2F”, diz Lim Serh Ghee, presidente da divisão aeroespacial da ST Engineering.

A321P2F Cargueiro Primeiro Voo
O primeiro voo do A321P2F em janeiro – Imagem: FlightRadar24

O chefe da EFW, Andreas Sperl, diz que o A321P2F “complementa” a modificação de passageiro para cargueiro que a empresa já realiza no modelo maior Airbus A330.

Ele diz que os dois decks de contêineres – com até 14 posições no andar principal e 10 no andar inferior – fornecerão um “substituto ideal” para os Boeing 757 convertidos mais antigos.

A aeronave se destina a transportar até 27,9 toneladas de cargas com um alcance de até 2300 milhas náuticas (4260 km).

Veja mais detalhes sobre o primeiro voo do A321P2F na matéria a seguir, ou conheça mais abaixo outros projetos de conversão de aviões:

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias