A 27 mil pés, avião Embraer E2 é virado à origem após inconsistência de velocidades

Um problema de inconsistência nos dados de velocidade de um avião Embraer E2 levou os pilotos a retornarem à origem quando já voando a 27 mil pés de altitude no último domingo, 17 de outubro.

Segundo dados de rastreamento da plataforma RadarBox, a aeronave Embraer 190-E2 registrada sob a matrícula P4-KHE, operada pela companhia aérea Air Astana, estava realizando o voo de número KC-9530, de Almaty para Nur-Sultan, ambas cidades do Cazaquistão, quando houve o retorno devido ao incidente.

Avião Air Astana Embraer E190-E2

O jato havia decolado da pista 05R de Almaty e já se aproximava dos 27 mil pés (cerca de 8.200 metros) de altitude quando, segundo informações do The Aviation Herald, os pilotos pediram ao controlador de tráfego aéreo para parar a subida naquela altitude, relatando velocidade não confiável, já que os valores apresentados entre os diferentes indicadores da aeronave apresentava inconsistência de 20 nós (cerca de 37 km/h).

Os pilotos precisam ter certeza da velocidade de uma aeronave para garantir o voo dentro dos limites operacionais, portanto, quando não há confiabilidade sobre o valor apresentado, fazem-se necessárias medidas específicas indicadas nos manuais do fabricante para a situação.

Os dados do voo da ocorrência – Imagem: RadarBox

O Embraer 190-E2 retornou a Almaty para um pouso seguro cerca de 35 minutos após a partida, e permanece em solo até esta terça-feira, 19 de outubro.

Alguns dias antes, em 12 de outubro, o mesmo jato de matrícula P4-KHE estava programado para realizar o voo KC-969, porém, os registros de radar mostram que a decolagem foi rejeitada a quase 100 nós (185 km/h). O motivo até agora não é conhecido, e a aeronave não havia voado até esta nova ocorrência do dia 17.

O E190-E2 voltando pela pista após abortar a decolagem no dia 12 – Imagem: FlightRadar24

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Comandante Sully, o herói do rio Hudson, assume importante cargo na...

0
O Senado americano confirmou, na semana passada, o piloto Chesley "Sully" Sullenberger como seu embaixador na Organização