À venda: México estabelece o lance inicial para o Boeing 787-8 presidencial

© Daniel P

O atual presidente do México, López Obrador, segue firme em sua promessa de campanha de vender o Boeing 787-8 Dreamliner presidencial, adquirido em 2014 pelo ex-presidente Enrique Peña Nieto. O governo já informou que o lance inicial foi estabelecido em US$150 milhões e os fundos serão utilizados em projetos para frear a migração de mexicanos para os Estados Unidos.

A aeronave de, matrícula XC-MEX foi comprada para subsituir o Boeing 757-200 XC-UJM que já chegava aos 30 anos de operação e próximo de sua aposentadoria. O novo Dreamliner foi um dos aviões de teste da Boeing por alguns anos, ajudando na certificação do programa 787.

A compra foi muito criticada também durante a última campanha presidencial, quando candidatos, principalmente López, destacavam que os gastos com o 787, que inclui um novo hangar, poderiam ser revertidos para a população, tanto na parte de educação, quanto segurança e saúde.

“Não irei subir neste avião porque não irei ofender o povo do México”, declarou López, há alguns meses.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.