O Airbus A380neo seria “absolutamente brilhante”, afirma presidente da Emirates

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião Airbus A380
Imagem: dlugo_svk / pixabay

O presidente da companhia aérea Emirates, Tim Clark, bastante conhecido por ser um fiel defensor do maior avião já produzido pela Airbus, lamentou que a fabricante francesa não tenha levado adiante o projeto de uma versão modernizada do A380.

Segundo reporta o FlightGlobal, Clark não aprova a decisão da Airbus de cancelar o programa do A380 e, por consequência, o desenvolvimento de uma versão A380neo que teria, segundo Clark, trazido uma redução de 12% a 14% no consumo de combustível em relação ao Superjumbo atual.

Prometido desde julho de 2015 e com a entrada em serviço anunciada para 2023 no mínimo, o gigante remotorizado seria “absolutamente brilhante“, segundo o chefe da empresa com sede em Dubai, a maior cliente do modelo com mais de 100 unidades.

Para Clark, o A380neo com motores Rolls Royce Trent XWB melhorados e winglets nas extremidades das asas teria um bom lugar no céu em 2025, quando o transporte aéreo terá se recuperado das piores consequências da pandemia da Covid-19.

Mas vale lembrar que nem mesmo a versão “plus” do A380, anunciada pela Airbus em junho de 2017 e que disponibilizaria novos winglets para uma redução de até 4% no consumo, foi colocada em uso comercial até agora, demonstrando que já faz algum tempo que a fabricante não encontra justificativas comerciais para avançar com investimentos no projeto.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias