Aconteceu de novo: grande avião tem pane em Curitiba e o “irmão” vem ao resgate

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Um fato interessante aconteceu em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, dias atrás, quando dois clássicos trijatos McDonnell Douglas MD-11 ficaram juntos, lado a lado, em rara cena.

Tudo aconteceu no Aeroporto Internacional Afonso Pena, localizado no município de São José dos Pinhais na grande Curitiba (PR), em dia 20 de setembro, quando um McDonnell Douglas MD-11F da Lufthansa Cargo sofreu uma pane e não conseguiu decolar para cumprir o próximo voo daquele dia. Com isso, a aeronave de matrícula D-ALCK ficou quatro dias parada em manutenção, embora os motivos não sejam conhecidos do público.

Nesse ínterim, em 22 de setembro, a alemã Lufthansa enviou outro MD-11, dessa vez de matrícula D-ALCI, para trazer peças para o primeiro jato.

Com isso, dois jatos MD-11 estiveram parados ao mesmo tempo no aeroporto paranaense, numa cena rara e em uma época em que aviões com mais do que dois motores são cada vez mais raros na aviação comercial (ainda mais pelos dois levarem a pintura antiga da companhia aérea).

As imagens foram registradas pelo time do PlaneSpotterCuritibaHD, sempre atento ao que acontece no aeroporto que serve à capital do Paraná. Há menos de um mês, eles flagraram outra cena rara, quando um grande Boeing 747-400 da Cargolux fez um pouso muito duro, que lhe danificou e também precisou que outra aeronave viesse ao resgate:

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias