Acre defende voos e passagens mais baratas para a região Norte

Terminal do Aeroporto de Rio Branco (AC) – Imagem: Infraero

A convite do governo do estado de Rondônia, o estado do Acre, por meio da Secretaria de Empreendedorismo e Turismo, participou do I Workshop Supera Turismo, em Porto Velho (RO). O evento faz parte das ações que visam a retomada do turismo após a pandemia.

Sete estados da região Norte se uniram, criando as Rotas Amazônicas Integradas (RAI), a fim de fortalecer o turismo na região Norte. “O RAI é um compromisso de todos os Estados da região Norte para o desenvolvimento do turismo, a fim de agregar experiências e apresentar essa região de forma atrativa, organizada e unificada”, declara a secretária de Empreendedorismo e Turismo do Acre, Eliane Sinhasique.

O Workshop contou com a presença dos secretários de turismo da região Norte, dos representantes do setor hoteleiro, das agências de viagens, dos guias de turismo, representantes dos balneários, parques aquáticos, resorts, pesca esportiva, associações, federações e demais envolvidos com o setor.

A principal reclamação dos estados da região Norte são os altos preços dos voos, a logística e a baixa frequência. Isso dificulta que os turistas cheguem à região e façam esse intercâmbio com os estados.

Já está agendada, para o dia 8 de julho, uma reunião com a Área de Coordenação de Mobilidade e Conectividade Turística para que os secretários da região possam apresentar seus pleitos e para já agendar uma reunião com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para buscar solucionar a problemática dos voos.

“Defendemos conversa com a Anac para que possamos alinhar os preços e a frequência de voos para a região Norte. A ideia é interligar a região Norte, de modo que os turistas acessem os Estados de forma mais fácil”, garante Sinhasique.

Atualmente, estando na região Norte e querendo viajar para qualquer outro estado da região por via aérea, é necessário ir até Brasília (DF) ou Guarulhos (SP) e retornar. Um trecho para o Acre chega a custar R$ 6 mil.

Informações do governo do Acre

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias