Companhia aérea bane celulares Vivo após telefones pegarem fogo perto de avião

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

No mundo da carga aérea, é sabido que as baterias são os componentes mais voláteis dos smartphones e que, quando se transporta uma palete cheio deles, verificar se há risco de incêndio em potencial deve ser fundamental. Um incidente perigoso recente, registrado em Hong Kong, ilustrou muito bem a materialização desse risco e levou ao banimento dos aparelhos da empresa chinesa de smartphones Vivo pela Hong Kong Air Cargo.

De acordo com o The Standard, a carga de smartphones Vivo Y20 iria para Bangkok, na Tailândia quando alguns itens pegaram fogo às 5h08 locais, durante o processo de carregamento. Imagens do local mostravam o fogo ardendo bem próximo de uma aeronave, num incêndio que demorou cerca de 40 minutos até que o serviço de bombeiros apagasse. 

Felizmente, nenhum funcionário do aeroporto ficou ferido durante o incidente, e as operações do aeroporto também não foram afetadas. Uma investigação foi aberta para apurar a causa exata do incêndio, cuja maior suspeita reside sobre as baterias. A empresa também comenta que o fogo possa ter sido resultado de um conjunto de fatores, que pode incluir o mau manuseio da carga antes do embarque.

Como resultado, a Hong Kong Air Cargo baniu os dispositivos Vivo de seus voos até um novo aviso. A fabricante do smartphone não se pronunciou oficialmente até o momento.

O modelo que estava sendo carregado é o mesmo da imagem abaixo.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Imobiliária leva a melhor sobre fábrica de cuecas por compra de...

0
A empresa aérea sul-coreana Eastar Jet deverá ser vendida para a imobiliária Sungjeong (SJ), informou o parceiro CH-Aviation.