Spirit usa A319 para resgatar criança que convulsionou a bordo

Airbus A319 © Spirit

A companhia de ultra-baixo-custo americana Spirit Airlines surpreendeu a uma família (e aos Estados Unidos) após uma emergência, quando empregou esforços incríveis para resolver um problema que, de certa forma, não seria seu, numa grande lição de humanidade.

O que aconteceu?

Tudo começou quando uma família de três pessoas, incluindo uma criança de 4 anos, estava voltando para a Filadélfia após visitar Porto Rico quando, em certo momento da viagem, a criança passou mal e começou a convulsionar.

Com a emergência a bordo, os comissários pegaram o cilindro de oxigênio portátil para ajudar a criança e avisaram aos pilotos, que decidiram pousar o avião no local mais próximo, as Ilhas Turcas e Caicos, no Caribe.

Ao pousar a criança foi levada imediatamente para o hospital, onde foi tratada e se recuperou dias depois. Porém, o voo já havia pertido para os EUA assim que a família chegou no hospital, deixando-os para trás.

Falta de Passaporte

E aí foi quando os problemas começaram, já que ninguém da família estava com passaporte, uma vez que o documento não necessário para americanos visitando Porto Rico, enquanto que sim, é necessário, para as Ilhas Turcas e Caicos, um território ultramarino do Reino Unido.

Para piorar a situação, devido à pandemia do novo coronavírus, não havia voos diretos entre as ilhas e os EUA e, sem muita opção, a família recorreu à Spirit Airlines através de um apelo, que foi atendido num ato de boa vontade da empresa aérea. Assim, um Airbus A319 decolou vazio somente para resgatar a família presa.

Na volta, um voo quase que VIP no jato que pode levar até 145 passageiros, o que acabou comovendo a muitos, ainda que a empresa tenha usado a ação como marketing. Veja abaixo como foi esta operação, caso não consiga visualizar clique aqui.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Jato de farmacêutica brasileira é visto na Rússia em negociação da...

0
A vacina russa Sputnik V está cada vez mais próxima do Brasil: Uma farmacêutica voou até Moscou para negociar doses.