Aéreas brasileiras levaram quase 5 mil itens para transplante em 2020

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Brasil transportou mais de 7 mil itens para transplante em 2020 – Imagem: FAB

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) divulgou nesta semana que as companhias brasileiras transportaram, gratuitamente, 4.895 itens para transplante em 2020. Os dados são da Central Nacional de Transplantes (CNT), do Ministério da Saúde.

Itens para transplante incluem órgãos, tecidos, insumos e equipes médicas. De acordo com a ABEAR, no ano passado, as empresas levaram pelo menos um item a bordo em 2.911 voos.

Voos operados pela Força Aérea Brasileira (FAB), companhias aéreas estrangeiras, trajetos terrestres e serviço postal transportaram 2.279 itens. Foram movimentados, somados todos os modais de transporte, 7.174 itens no ano.

Asas do Bem

Em 2014, a ABEAR lançou o programa Asas do Bem, com o objetivo de divulgar a importância do transporte gratuito de órgãos, tecidos, equipes médicas e materiais realizado diariamente no país por suas associadas. A contribuição da aviação comercial no transporte de órgãos teve início em 2001.

O esforço inclui atualmente, além das companhias aéreas, o Ministério da Saúde, a CNT, o Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), órgão do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), e operadores aeroportuários.

Em 2018, a ABEAR lançou a Jornada Asas do Bem, série de palestras presenciais e online para destacar a importância da doação de órgãos e a contribuição da aviação para viabilizar os transplantes. As apresentações são realizadas pelo publicitário Alexandre Barroso, três vezes transplantado, e já percorreram 15 estados e o Distrito Federal, reunindo cerca de 4 mil pessoas em eventos promovidos por hospitais, centrais de transplante, companhias aéreas e iniciativas sociais.

Em 2020, devido à pandemia de COVID-19, foram realizadas lives com Barroso e profissionais de saúde para promover o tema no Instagram e YouTube.

Informações da Associação Brasileira das Empress Aéreas (ABEAR)

Fabio Farias
Jornalista e curioso por natureza. Passou um terço da vida entre aeroportos e aviões. Segue a aviação e é seguido por ela.

Veja outras histórias