Aéreas britânicas podem perder o direito de voar para Europa e EUA com o Brexit

As companhias aéreas britânicas podem perder o direito de voar livremente entre a Grã-Bretanha e o restante da União Européia com o Brexit, o que também afeta os voos entre o Reino Unido e os EUA. O mesmo ocorre com a liberdade das companhias europeias em seus voos para a Grã-Bretanha.

Avião Airbus A318 British Airways




O acordo de Céus Abertos abrange os voos dentro e fora da Europa, e é firmado pela governo americano e a União Européia. Com a saída do Reino Unido do bloco europeu (o chamado Brexit), os britânicos ficam de fora do acordo.

Logo nenhuma companhia aérea da UE poderá voar para o Reino, assim como nenhuma empresa britânica pode voar para a UE ou para os EUA. O mesmo ocorre para aéreas americanas com destino ao Reino Unido.

“Se o Reino Unido sair da UE em março de 2019 sem nenhum acordo substituindo o atual, as companhias britânicas e da UE perdão automaticamente a sua licença para operarem serviço entre o Reino Unido e o bloco”, declarou o governo britânico.

Com informações da Reuters.

British Airways traz Boeing 787 para São Paulo em segundo voo diário

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos