Aéreas britânicas podem perder o direito de voar para Europa e EUA com o Brexit

As companhias aéreas britânicas podem perder o direito de voar livremente entre a Grã-Bretanha e o restante da União Européia com o Brexit, o que também afeta os voos entre o Reino Unido e os EUA. O mesmo ocorre com a liberdade das companhias europeias em seus voos para a Grã-Bretanha.

Avião Airbus A318 British Airways




O acordo de Céus Abertos abrange os voos dentro e fora da Europa, e é firmado pela governo americano e a União Européia. Com a saída do Reino Unido do bloco europeu (o chamado Brexit), os britânicos ficam de fora do acordo.

Logo nenhuma companhia aérea da UE poderá voar para o Reino, assim como nenhuma empresa britânica pode voar para a UE ou para os EUA. O mesmo ocorre para aéreas americanas com destino ao Reino Unido.

“Se o Reino Unido sair da UE em março de 2019 sem nenhum acordo substituindo o atual, as companhias britânicas e da UE perdão automaticamente a sua licença para operarem serviço entre o Reino Unido e o bloco”, declarou o governo britânico.

Com informações da Reuters.

British Airways traz Boeing 787 para São Paulo em segundo voo diário

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Avião Airbus A320 LATAM

LATAM tem promoção em classe Premium Economy para voos nacionais

0
Preços promocionais para quem quer viajar nos próximos meses na classe Premium Economy da LATAM, que garante mais espaço e comodidade durante a viagem.