Aéreas americanas eliminam permanentemente taxas de remarcação de voo

Uma mudança histórica foi promovida pelas companhias aéreas americanas nesse fim de semana, com a eliminação das taxas de remarcação de voos domésticos, sem distinção.

Tudo começou com a United Airlines, que surpreendeu o setor ao anunciar que não iria cobrar mais nenhuma taxa de remarcação de maneira permanente, segundo a empresa. Esta decisão vale para todos os bilhetes emitidos pela companhia de 3 de março em diante, desde que estejam nas tarifas padrão, sendo que a única tarifa não inclusa é a mais barata de todas, a Basic Economy.

Logo depois, foi a vez da Delta Air Lines e da American Airlines seguirem a concorrência, também eliminando taxas para remarcações até o final do ano, sem limite de número de mudanças. Em linhas gerais, para os bilhetes emitidos antes da pandemia (março) as regras não mudaram. Já se a pessoa comprou de março em diante, pode mudar quantas vezes quiser e sem taxas.

Para quem vai comprar de hoje em diante, as taxas de mudanças estão suspensas, também sem limite de número de alterações. Vale ressaltar que estas flexibilizações não incluem reembolso: todo o dinheiro vira crédito na companhia aérea.

Antecipação sem taxas

Outra notícia é a antecipação de voos, que agora pode acontecer sem taxas somente se feita no dia do voo. Esta medida foi tomada apenas pela American e United.

Um exemplo: uma pessoa comprou ou alterou sua passagem para um voo no dia 1º de setembro de Los Angeles para Chicago, decolando às 16h00. Caso este passageiro chegue amanhã no aeroporto às 10h00, ele poderá solicitar sua remarcação para o voo do meio-dia, sem custo, porém irá ficar na lista de espera e só embarca se tiver vaga.

No caso da United, a medida começa a valer em 1º de janeiro, e clientes das altas categorias do programa de fidelidade terão seus assentos confirmados na hora da antecipação e sem custo.

Na American, a medida começa a valer já agora em 1º de outubro, em voos domésticos e internacionais, independente do bilhete. Clientes fidelidade não tem vantagens em relação aos outros, exceto pela prioridade na lista de espera, que já era existente.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias