Aerolíneas Argentinas reabre voos para 6 cidades brasileiras de uma vez

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Desde o final de semana, a empresa aérea Aerolíneas Argentinas tem aberto o seu sistema para reservas de voos com destino a seis cidades brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis e Salvador.

As fronteiras da Argentina estão completamente fechadas desde abril. Há uma previsão de retorno para 20 de setembro, mas há quem fale será postergado novamente ou que somente aconteça depois que o mundo tiver uma vacina. Por outro lado, seria difícil pensar que a Aerolíneas Argentinas, uma empresa estatal, abriria reservas sem que houvesse uma sinalização do seu dono, o governo argentino, de que poderia estar prestes a liberar os voos novamente no país.

O que é fato é que os seguintes voos já constam do registro de voos aprovados pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) do Brasil desde o dia 6 de setembro e podem ser reservados no site da empresa:

Volta a São Paulo:

Começando em 25 de outubro com um voo diário e aumentando gradativamente ao longo de novembro para quatro voos diários com destino a Buenos Aires e operados com Boeing 737-800 para 170 passageiros.

Volta ao Rio de Janeiro:

Dado o maior interesse dos argentinos pelo Rio de Janeiro e suas praias na alta temporada, essa deverá ser a cidade do Brasil com maior número de opções de voos e destinos na Argentina. A saber:

– As ligações com Buenos Aires começam em 1 de novembro com três voos diários, subindo para cinco diários em janeiro. Todos operados com Boeing 737-800.

– As ligações com Córdoba serão operadas a partir de janeiro, com quatro voos semanais operados por Boeing 737-800.

– As ligações com Rosário também começam em janeiro, com três voos semanais operados por Boeing 737-800.

Após a alta temporada, as frequências dos voos devem ser reduzidas.

Volta a Porto Alegre:

Os gaúchos devem ter dois voos diários para Buenos Aires a partir de 1 de novembro, sendo um com Boeing 737-800 e outro com Embraer E190 (para 98 passageiros).

Volta a Salvador:

Serão duas opções de voos, com destino a Buenos Aires e Córdoba. No caso da capital argentina, os voos começam em novembro e serão operados seis vezes por semana (exceto aos sábados); já para Córdoba será um voo semanal apenas entre janeiro e março de 2021. Todas as operações são com Boeing 737-800.

Volta a Curitiba:

Previsão de um voo diário a partir de novembro com Boeing 737-800 e destino a Buenos Aires.

Voos Sazonais a Florianópolis:

Entre janeiro e março de 2021, a empresa planeja dois voos diários de e para Buenos Aires e mais um operado duas vezes por semana (às sextas e domingos). Além disso, um voo duas vezes semana ligará Floripa a Córdoba. Todos os voos operados por Boeing 737-800.

Todas as opções acima citadas estão disponíveis nos canais de venda da empresa, conforme simulação que fizemos no site (vide exemplo abaixo). Note que há, inclusive, reservas abertas para voos antes das datas informadas acima, mas esses ainda não constam da base da ANAC:

Argentina fechada

Segundo o mapa interativo do Kayak, a Argentina atualmente está na seguinte condição:

– As fronteiras da Argentina estão fechadas e não voos domésticos ou internacionais regulares.

– As companhias aéreas que operam voos de repatriação devem enviar todas as informações do passageiro à ANAC Argentina 12 horas antes da partida. Essas informações devem conter a lista de passageiros com números de documentos de viagem, números de telefone e endereços onde cada pessoa declara que irá cumprir a quarentena obrigatória na chegada.

– A Argentina restringiu a entrada da maioria dos viajantes estrangeiros até pelo menos 20 de setembro, exceto para nacionais, residentes, repatriação, voos médicos e humanitários.

Existem cerca de 121.686 casos ativos de COVID-19 diagnosticados na Argentina e 9.739 mortes em 2 de setembro de 2020.

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias