Aerolíneas realiza o voo 1001 com rasante na praia; é a despedida do A340

Conforme divulgado previamente no Aeroin, a companhia aérea Aerolíneas Argentinas está se desfazendo do modelo de avião A340 da Airbus, que efetuou seu último voo comercial pela empresa em 14 de janeiro. E nessa sexta-feira, parece que uma bela despedida foi feita!

Avião Aerolíneas Argentinas Airbus A340-300
Airbus A340 da Aerolíneas – Imagem: Venkat Mangudi [CC]

A empresa argentina não se pronunciou oficialmente sobre a retirada do A340 de suas operações, porém a programação de voos dos aviões de quatro motores já mostrava desde novembro que eles não mais seriam utilizados a partir deste mês de fevereiro.

Com a omissão da Aerolíneas em informar sobre os planos de aposentadoria do modelo, datas eram incertas sobre o real momento de despedida. Sabia-se apenas que, desde o meio de janeiro, o último exemplar que ainda voava na frota, de matrícula LV-FPU, não mais decolava de Buenos Aires após chegar de sua operação a Madrid.

Voo de despedida?

Mas nessa sexta-feira, 31 de janeiro, apesar de ainda não se pronunciar sobre o assunto, a Aerolíneas Argentinas efetuou o voo de número AR-1001 que parece sanar todas as dúvidas sobre a questão.

No que aparenta ser uma despedida, provavelmente aproveitando o voo de verificação da condição da aeronave para a devolução ao lessor, o Airbus A340-300 decolou do Aeroporto Internacional de Ezeiza, na capital argentina, e foi conduzido até o litoral de Mar del Plata.

O quadrijato afastou-se sobre o mar para efetuar uma curva, retornando de frente para a praia em um rasante a 125 pés (menos de 40 metros) acima da água, segundo dados do FlightRadar24. O percurso é o mesmo utilizado para a aproximação no aeroporto local, porém a aeronave arremeteu logo ao passar baixo sobre a praia.

FlightRadar24 Rasante A340 Aerolíneas Mar del Plata
O A340 no momento do rasante em Mar del Plata – Imagem: FlightRadar24

Sobre a praia, o LV-FPU então fez uma puxada, subindo rapidamente para a altitude de 2000 pés (600 metros) e curvando à esquerda para se posicionar novamente acima do mar. Uma passagem um pouco mais alta foi feita em Miramar a 1500 pés (450 metros) antes da aeronave voltar a ganhar altura.

Mais rasante e arremetidas

Na sequência, o A340 subiu e voou por algum tempo a 20 mil pés até se aproximar de Bahía Blanca. Lá, desceu e efetuou um novo rasante no aeroporto local, desta vez a 400 pés (120 metros) de altura, subindo então rapidamente para 31 mil pés para o retorno a Buenos Aires.

FlightRadar24 Rasante A340 Aerolíneas Bahía Blanca
O rasante em Bahía Blanca – Imagem: FlightRadar24

Ao retornar ao aeroporto de Ezeiza, os pilotos efetuaram dois procedimentos de toque e arremetida antes do pouso final, cerca de 2h30min após a decolagem.

Talvez esse tenha sido o último pouso em solo argentino da história do A340 na Aerolíneas Argentinas, caso o próximo voo já seja o translado para devolução da aeronave, como ocorreu com o LV-FPV em 8 de janeiro (veja clicando aqui).

Até o momento, não surgiram fotos e vídeos dos rasantes. Incluiremos aqui caso venham a surgir.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Sinta-se no lugar do piloto da Azul em um voo de...

0
A todos que gostam de acompanhar bonitos vídeos no cockpit de aviões comerciais, trazemos hoje mais uma sugestão de uma interessante gravação.