Aeromexico acionará justiça contra a Emirates devido a subsídios dos Emirados Árabes

O CEO da Aeromexico, Andres Conesa, disse que a empresa planeja buscar uma ação legal para impedir que a Emirates lance seu voo de Dubai para a Cidade do México via Barcelona, ​​o que levou a companhia aérea mexicana a cancelar sua própria operação.




O CEO acusou a companhia aérea árabe de receber subsídios do governo dos Emirados Árabes Unidos, oferecendo, portanto, tarifas aéreas artificialmente baixas. O voo da Emirates foi originalmente permitido pelo governo mexicano porque a Emirates alegou que isso melhoraria a conectividade com a Índia, mas Andres afirma que essas alegações são falsas e levaram a uma concorrência desleal.

Na semana passada a Aeromexico já havia anunciado que “suspendeu indefinidamente” a retomada planejada da rota Cidade do México – Barcelona, ​​marcada para 01 de novembro de 2018 com o Boeing 787-8, ​​culpando as aprovações concedidas à Emirates para lançar o serviço via Barcelona. “Esta decisão foi tomada à luz da autorização de quinta liberdade concedida a uma companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos, permitindo-lhes oferecer voos entre o México e a Espanha como se fosse uma companhia aérea mexicana”, disse a Aeromexico na ocasião.

A Aeromexico, ecoando seu parceiro e acionista norte-americano Delta Air Lines, refere-se à Emirates como uma companhia aérea que “desfruta de subsídios e benefícios de seu governo”.

A decisão da empresa de suspender o serviço para Barcelona veio depois que os governos dos EUA e dos Emirados Árabes concordaram em resolver a disputa contra a Emirates e a Etihad Airways movida por três companhias aéreas americanas, incluindo a Delta. Os governos disseram que o pacto de céus abertos entre os dois países continua em vigor, com todos os direitos intactos. O Departamento de Estado dos EUA disse em 18 de maio que o governo dos Emirados informou ao governo dos EUA que “suas companhias aéreas não têm planos para fazer qualquer alteração nos serviços de quinta liberdade que operam” com o acordo de transporte aéreo entre os dois países.

 
Com informações do FlightGlobal e do Aviator.
 

Com desistência da Emirates, Aeromexico retoma planos para Barcelona

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias