Aeronautas do Brasil aprovam início de procedimentos para movimento grevista

Imagem ilustrativa: nickyhardinguk / Pixabay

O Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) informa que, em votação realizada on-line nesta segunda-feira, 25 de outubro, os aeronautas associados ao SNA das empresas de aviação regular deliberaram por aprovar o início de procedimentos para a instauração de movimento grevista, caso não seja formalizada a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria até o dia 20 de novembro de 2021.

Foram registrados 95,53% de votos a favor, 3,22% de votos contrários e 1,25% de abstenções. Participaram da deliberação 6.178 votantes.

Na reunião realizada no último dia 20, o SNEA (Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias) negou a possibilidade de ultratividade da atual CCT, ou seja, não garantiu a manutenção das cláusulas atuais da convenção em caso de um novo acordo não ser fechado até a data-base da categoria, em 1º de dezembro.

“Ressaltamos que o eventual fim da vigência do instrumento coletivo acarreta a eliminação imediata de diversos direitos sociais e econômicos, além do fim de regramentos operacionais essenciais que se encontram previstos exclusivamente neste documento, com impacto negativo, inclusive, para as próprias empresas.

“Diante dos graves riscos envolvidos para a segurança de voo com a possibilidade de queda repentina de normas que regem a profissão, a categoria expressou sua indignação com a expressiva votação a favor da possibilidade de um movimento grevista”, descreve o Sindicato em comunicado.

O SNA lembra ainda que a categoria vem de um período em que se viu obrigada a firmar acordos coletivos para suspensão de contratos, licenças não-remuneradas e redução de jornadas e salários.

A pauta de reivindicações para a renovação da CCT dos aeronautas tem como único pleito a correção das perdas inflacionárias nos salários de dois anos (24 meses), ou seja, reajuste pelo INPC do período de 1º de dezembro de 2019 a 30 de novembro de 2021.

Nas demais cláusulas, o pedido é justamente a renovação na íntegra do texto vigente, garantindo a manutenção de uma regulamentação mínima para o exercício da profissão sem riscos para a segurança.

Uma nova reunião com as empresas está marcada para a próxima quinta-feira (28). Para maiores informações, consulte o site do SNA clicando aqui.

No vídeo a seguir, você acompanha a live da última quarta-feira, 20 de outubro, na qual o SNA prestou esclarecimentos sobre o assunto:

Informações do Sindicato Nacional dos Aeronautas

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias