Aeroporto de Brasília tem nova câmera que detecta temperatura e uso de máscara do viajante

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Imagem: Inframerica

Os passageiros que desembarcarem no Aeroporto de Brasília em voos domésticos agora terão a temperatura medida por uma solução termográfica automatizada instalada pela Johnson Controls logo na saída do desembarque doméstico do terminal.

A empresa, que tem o objetivo de tornar espaços mais inteligentes, auxilia a Inframerica na implementação de processos inovadores para a retomada dos voos. A aferição da temperatura no desembarque já era feita, mas antes, manualmente, pelos bombeiros de aeródromo.

A checagem da temperatura é uma barreira sanitária que a Inframerica estabeleceu em parceria com o Governo do Distrito Federal para evitar o aumento do contágio do coronavírus na capital do país. Com a instalação do novo equipamento, a concessionária agiliza o procedimento de desembarque e possibilita mais conforto para os passageiros.

O dispositivo, que também detecta a utilização de máscaras, tem a capacidade de processar as informações de 30 passageiros ao mesmo tempo. O usuário poderá conferir a sua temperatura em uma tela presente no local. Os dados são enviados automaticamente ao Centro de Controle Operacional da concessionária.

Imagem: Inframerica

Além disso, se um indivíduo for identificado com temperatura acima do normal (37ºC), a sala de controle é acionada imediatamente por meio de alarme. A pessoa será submetida a uma nova checagem com um termômetro clínico. Se for comprovada a temperatura elevada, será recomendado que se dirija ao Posto Médico do terminal aéreo. Caso seja necessário, o passageiro será encaminhado a um hospital de referência do Distrito Federal para a realização de exames.

Desde maio, todos os passageiros que embarcam no terminal brasiliense têm a temperatura aferida e a ação é acompanhada de perto por um bombeiro civil da concessionária.

A solução termográfica e o alerta quanto ao uso de máscaras são ferramentas que a concessionária disponibiliza aos passageiros para garantir ainda mais tranquilidade na hora de voar, seja partindo ou chegando à Brasília.

Informações da Inframerica

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Lote de mais 5 milhões de doses da vacina do Butantan...

0
Uma nova remessa de matéria-prima da fábrica da biofarmacêutica Sinovac Life Sciences para o Instituto Butantan chegou na manhã de ontem