Início Aeroportos Aeroporto de Campinas fechará para evento de arrancada e gera polêmica

Aeroporto de Campinas fechará para evento de arrancada e gera polêmica

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Um aeroporto da cidade de Campinas (SP) será fechado no dia 21, sábado, para um evento automobilístico que contará com arrancadas de carros esportivos.

O evento é o Driver Cup, que em 2015 já teve uma edição realizada no Aeroporto de Gavião Peixoto (SP), pertencente à Embraer, o qual tem a maior pista de pouso do Hemisfério Sul, com 4.967 metros de comprimento. Dessa vez, o evento tomará lugar no Aeroporto Campo dos Amarais, um aeródromo de pequeno porte e executivo na cidade de Campinas.

A Driver Cup é um evento de arrancada em que motoristas normais trazem sua máquina para competir com outros carros esportivos. No evento, é comum avistar carrões como Audi R8, Nissan GT-R R35 e Ferraris.

No ano passado, o evento também foi realizado no Aeroporto Campo dos Amarais, que tem uma pista de 1200 metros de comprimento e concentra operações da aviação geral e de jatos executivos, já que o Aeroporto Internacional de Viracopos é voltado para a aviação comercial e regular.

Polêmica

Porém, o fato gerou certa polêmica na comunidade aeronáutica, após o ex-fumaceiro (da Esquadrilha da Fumaça) Ruy Flemming publicar o NOTAM (notificação aos aeronautas) referente ao fechamento do aeroporto.

O NOTAM afirma que o Campo dos Amarais será fechado por 8 horas e meia no dia 21 de novembro, sábado, entre 8h30 e 17h, prejudicando a aviação local pelo fato de um fechamento tão extenso. Alguns pilotos reclamaram que, no ano anterior, a organização deixou barracas montadas e muito FOD (objetos e detritos) na pista, que colocariam em risco a segurança de voo.

Outro ponto levantado pelos aviadores é a quantidade de outros aeroportos menos movimentado disponíveis na região, assim como diversos circuitos automobilísticos disponíveis.

O Aeroporto Campo dos Amarais é um dos mais movimentados do interior paulista pela aviação executiva, juntamente com os aeroportos de Sorocaba e Jundiaí. Até mesmo grandes jatos pousam por lá, como o Bombardier Global Express:

A empresa organizadora da Driver Cup entrou em contato e nos ofereceu seu posicionamento sobre como funcionará o evento, confira a nota abaixo:

Não se trata de uma prova de arrancada, mas sim de uma aferição de velocidade que segue os padrões e regulamentação da Federação Internacional de Automobilismo, ou seja, os carros não competem entre si.

Sobre as tendas, são colocadas 3 tendas pequenas na cabeceira da pista somente durante o decorrer do evento para apoio às equipes de controle. Em seguida são desmontadas. Em caso de necessidade de pouso de emergência nossa equipe é treinada para evacuar a pista em 3 minutos.

Há uma equipe técnica que segue regulamentação da Federação Internacional de Automobilismo, que faz a vistoria e limpeza da pista antes, durante e após o evento. Sempre deixamos a pista limpa ao término do evento. Estes diferenciais nos permitem realizar eventos desde 2009 na Unidade Embraer Gavião Peixoto, Academia da Força Aérea em Pirassununga e outros aeroportos públicos (Leme, Araras).

Todos os procedimentos acima têm padrões rigorosos de segurança e são seguidos à risca.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A
Sair da versão mobile