Aeroporto cancela quase 400 voos por causa de uma pessoa infectada por Covid

Aeroporto Internacional de Shenzhen Bao’an / Imagem: Forgemind ArchiMedia / CC BY 2.0, via Wikimedia Commons

Um aeroporto chinês precisou cancelar todos os seus voos e fechar todas as lojas após uma garçonete de um restaurante realizar um teste rotineiro para COVID-19 e tesar positivo para uma nova variante. O caso aconteceu no último sábado, dia 19 de junho, no Aeroporto Internacional de Shenzhen – Bao’an, localizado em Shenzhen, a segunda maior cidade de Guangdong, na China.

Segundo reporta a mídia de Hong Kong RTHK, a mulher de 21 anos testou positivo para a variante indiana, após ter realizado um teste rotineiro na última quinta-feira.

Com a descoberta da infecção, quase 400 voos que iriam chegar e sair do aeroporto em Shenzhen na sexta-feira acabaram sendo cancelados, juntamente com os voos do sábado de manhã, conforme os dados do rastreador VariFlight. Segundo a administração do aeroporto, todos os passageiros teriam o reembolso de suas passagens pelas empresas.

Agora, como medida protetiva para novas infecções, a Shenzhen Airport Group disse em um comunicado oficial que qualquer pessoa que queira e precise acessar as instalações do aeroporto, deve apresentar um teste negativo para a COVID-19 nas últimas 48 horas. A nova medida, que já está e vigor, visa apertar o cerco contra novos casos da variante delta da COVID-19, que tem um maior potencial de disseminação.

A cidade de Shenzhen, que abriga as maiores empresas de tecnologia da Ásia como Huawei e Tencent, sofreu recentemente um pequeno surto em seu porto, onde milhões de residente foram infectados.

Leia mais:

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias