Início Aeroportos Aeroporto de Jundiaí vira base de combate aéreo a incêndios na Serra...

Aeroporto de Jundiaí vira base de combate aéreo a incêndios na Serra do Japi

Avião Air Tractor partindo de Jundiaí, em cena dos vídeos que você vê a seguir

O Aeroporto Estadual Comandante Rolim Adolfo Amaro (QDV/SBJD), na cidade de Jundiaí, vizinha à Grande São Paulo, tornou-se nesta semana uma base de apoio para operações de combate aéreo a incêndios de grandes proporções na região.

Desde a sexta-feira, 20 de agosto, as equipes especiais de combate a incêndios e equipes de bombeiros das cidades da região da Serra do Japi enfrentam contínuas batalhas contra o fogo em grandes áreas de vegetação, devido à condição de severa estiagem com chuvas muito abaixo das expectativas ao longo de julho e agosto.

Assim, diante da dificuldade de acesso em meio à mata atlântica densa e às altas montanhas da Serra, neste início de semana aviões foram contratados para juntarem-se à missão de salvar as áreas de preservação ambiental.

Como você verá nos dois vídeos abaixo, gravados e publicados pela canal “Aeroporto De Jundiaí-SP” no YouTube, dois aviões da fabricante Air Tractor, mais conhecidos pelo uso em pulverizações agrícolas, mas também capazes de descarregar água em combate a incêndios, estão em intensa atividade no aeroporto.

Operados pela empresa Imagem Aviação Agrícola, os turboélices modelos AT-802A e AT-502B, respectivamente registrados sob as matrículas PT-FET e PR-TEF, voam sob a identificação de rádio “Imagem Zero Um” e Imagem Zero Dois”. Em cada parada em Jundiaí, seus tanques de armazenamento são rapidamente abastecidos por caminhões no pátio do aeroporto.

Segundo o Tribuna de Jundiaí, o coordenador da Defesa Civil de Jundiaí, coronel João Osório Gimenez, informou que a Serra do Japi registra os incêndios de grandes proporções em dois pontos fora da cidade, em Jordanésia e Cabreúva, e que a Divisão Florestal da Guarda Municipal de Jundiaí está nas divisas monitorando para que, ao primeiro sinal de que os ventos estejam levando os focos para o município, as equipes entram em ação e façam o acionamento do Grupamento dos Bombeiros e da Força Tarefa da Operação Estiagem.

Sair da versão mobile