Aeroporto de Porto Alegre confirma 55 passageiros com Covid-19

Finalizado na madrugada desta segunda-feira, dia 28 de junho, o projeto-piloto de controle sanitário no aeroporto de Porto Alegre testou, em 14 dias, 6.203 passageiros de diferentes origens, com identificação de 55 casos positivos de Covid-19. O número corresponde a 7,78% do fluxo de passageiros no período.

Ações de controle sanitário no Aeroporto de Porto Alegre – Imagem: Prefeitura de Porto Alegre

Foram 12 amostras com teste molecular (RT-PCR), nove (75%) já têm resultado positivo e três estão em análise. Das 12 amostras, 11 têm viabilidade para análise genômica e uma ainda não foi avaliada. Este trabalho será feito pela Feevale e não há previsão de entrega dos resultados.

Dos 55 positivos, 40% eram passageiros que se autodeclararam sintomáticos em formulário pré-teste, mas, no momento da notificação na ferramenta Esus Notifica, do Ministério da Saúde, junto ao profissional de saúde, 52,7% relataram algum sintoma nos últimos dias ou no momento da abordagem.

Um caso positivo, residente de Santa Maria/RS, foi encaminhado à UPA Moacyr Scliar para avaliação dos sintomas e coleta de RT-PCR no dia seguinte da chegada a Porto Alegre. A amostra foi encaminhada ao Laboratório Central do Estado (Lacen) e teve a confirmação da variante Gamma (P.1). Este viajante foi removido de ambulância para o município de Santa Maria, que se responsabilizou pelo transporte.

Perfil

Dos passageiros testados, o perfil predominante foi de turistas – público que correspondeu a 50% da amostra coletada e reagente no teste rápido de antígeno (TR Ag). Os viajantes a trabalho tinham como motivação principal para a testagem o fato de estarem preocupados com o retorno ao domicílio.

Também se verificou fluxo de idosos e pessoas com uma dose de vacina contra Covid-19 retornando de viagens turísticas, especialmente ao Nordeste, com maior incidência Bahia, Rio Grande do Norte, Alagoas, Pernambuco e Ceará, e pessoas não vacinadas ainda com viagens de turismo e trabalho nas regiões Sul e Sudeste do país.

Viajantes vindos do exterior e que desembarcaram de voos de conexão em São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná, em sua maioria, optaram por não serem testados, pois a Portaria Federal 654/2021 prevê a apresentação à companhia aérea, antes do embarque para o Brasil, de documento que comprove realização de teste RT-PCR com resultado negativo para infecção pelo coronavírus SARs-Cov-2 realizado nas 72 horas antes do embarque. Sobre testes realizados em pessoas vacinadas, cinco pessoas positivas receberam duas doses da vacina há mais de 15 dias, e cinco com uma dose, ou seja, com esquema incompleto.

Trabalharam na operação, realizada em três turnos diariamente desde 14 de junho, 51 profissionais da Diretoria de Vigilância em Saúde (DVS) da Secretaria Municipal de Saúde e 61 acadêmicos e nove professores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. DVS e Ufrgs coordenaram a operação, que contou com o apoio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, companhias aéreas e Fraport Brasil, administradora do Aeroporto de Porto Alegre.

Com informações da Prefeitura de Porto Alegre

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias

Donos de aviões estão revoltados com o aumento de produção da...

0
A retomada da aviação e as mudanças na economia global têm causado discussões, inclusive entre a Airbus e seus principais clientes: os lessores. ...