Aeroporto El Palomar, base da Flybondi, pode ter operações encerradas em definitivo

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

A Flybondi, companhia aérea argentina de baixo-custo, emitiu um comunicado nessa sexta-feira, dia 24 de abril, apresentando suas considerações sobres a solicitação da empresa administradora AA2000 para um provável encerramento das operações de sua base, o aeroporto El Palomar, também utilizado por outras companhias como a JetSMART.

Flybondi 737 Aeroporto El Palomar

A Flybondi declara que, dadas as informações divulgadas na mídia do país, soube da solicitação feita pela Aeropuertos Argentina 2000 (AA2000) para avançar com o fechamento definitivo do Aeroporto Internacional El Palomar (EPA) em sua capacidade de operadora.

A empresa aérea vê com grande preocupação o grau de progresso que possui a solicitação e informa que não foi notificada de nenhuma resolução a esse respeito, destacando que isso é ainda mais sério se considerarmos que a proposta feita pelo AA2000 tem duas vítimas claras: companhias aéreas de baixo custo e milhares de passageiros que voam pela primeira vez e com taxas compatíveis com as situações sociais e de trabalho.

Adiciona-se ainda a esse cenário o impacto que o fechamento teria na criação de empregos, no aumento das economias regionais e na perda de conectividade para todas as províncias.

Por esse motivo, Flybondi fez uma apresentação legal ao ORSNA (Órgão Regulador do Sistema Nacional de Aeroportos) e ao Ministério dos Transportes, para que seja dada uma intervenção urgente na análise do pedido feito pelo AA2000 às autoridades.

“A priori, para a Flybondi, é absolutamente inapropriado que uma concessionária de um aeroporto privado solicite o fechamento de infraestrutura e serviços públicos usados ​​para fornecer conectividade federal e procure determinar com esses mecanismos as políticas comerciais e de transporte do país. E o pior é que, além disso, pode definir com isso o futuro dos negócios de duas companhias aéreas que empregam mais de 1.000 pessoas e que detêm 21% do mercado doméstico de voos”, afirmou Esteban Tossutti, presidente da Flybondi.

É importante notar que o El Palomar é o primeiro aeroporto de baixo custo na Argentina e o único na América Latina. Gera diretamente emprego para mais de 1.000 pessoas, das quais 80% são pessoas que moram na região.

Desde o início de sua operação comercial em fevereiro de 2018, mais de 2,89 milhões de passageiros passaram pelo EPA, dos quais 20% são pessoas que viajaram de avião pela primeira vez em suas vidas.

Em pouco mais de dois anos, El Palomar já é o quarto aeroporto da Argentina em quantidade de passageiros em voos de cabotagem (voos internacionais que passam por mais de um destino nacional além do internacional) e o sexto no número total de passageiros. Foi também o aeroporto da Argentina com o maior crescimento entre 2019 e 2020.

Graças às baixas tarifas e às facilidades que a operação em El Palomar apresenta para os passageiros, a Flybondi é a companhia aérea argentina com o melhor nível de ocupação do país nos últimos meses. Até a parada por conta da pandemia da COVID-19, possuía 24 rotas (18 nacionais e 6 internacionais), através das quais conectava 20 destinos, com 9% da participação total do mercado nacional e 15% em média nas rotas em que operava.

Informações da Flybondi

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Decola rumo ao Brasil mais um avião 737 MAX para a...

0
Mais uma moderna aeronave Boeing 737 MAX chegará nas próximas horas ao Brasil para ser agregada à frota da GOL Linhas Aéreas.