Aeroporto tem pista com túmulos e aviões passam por cima deles!

Existe aeroporto que dá medo de pousar pelas pistas íngremes ou aproximação maluca, mas um aeroporto nos EUA pode dar calafrios por outro motivo!

Túmulo Aeroporto Savannah
Túmulos de Richard e Catherine Dotson ficam literalmente no meio da pista e são “atropelados” diariamente

O Aeroporto Internacional de Savannah-Hilton Head fica na Geórgia, estado no Sul dos Estados Unidos. E em uma de suas pistas estão um par de túmulos, e não são os únicos no aeroporto!

Pode parecer um pedido de um velho piloto ou apaixonado por aviação, ser enterrado num aeroporto para ficar perto dos aviões até a eternidade.

Mas a história por trás das “Tumbas do Aeroporto de Savannah” data da época que os EUA eram divididos em Colônias do Sul e do Norte. E como diz o Lito e a TV Rá-Tim-Bum, senta que lá vem história!

Tradição antiga também presente no Brasil

Túmulo Aeroporto Savannah
Airbus da United pousa ao lado de dois túmulos no Aeroporto de Savannah

Como muitos aeroportos nos EUA e também no Brasil, o de Savannah foi feito em uma área de fazenda. E assim como aqui, muita das vezes as pessoas eram enterradas em terras da própria família.

Neste caso, foram mais de 100 pessoas enterradas ali, incluindo escravos. Vale lembrar que a Geórgia era um dos estados americanos em que o uso de escravos era permitido, sendo inclusive um dos motivos pelos quais a Geórgia tornou-se um estado confederado iniciando a Guerra Civil Americana.

Tudo acabou em 1863 com o Presidente Lincoln abolindo a escravidão. Décadas depois os senhores do engenho, o casal Richard e Catherine Dotson, faleceram respectivamente em 1884 e 1877.

Porém o aeroporto só foi surgir em 1942. Devido à demanda da Segunda Guerra Mundial, uma grande área ao lado da fazenda dos Dotsons foi cedida pela prefeitura para construir uma base aérea que se tornaria depois o aeroporto internacional.

Vista da torre de controle ao fundo e o túmulo de Daniel Hueston Dotson

A guerra foi ganhando escala com a entrada dos EUA no front do Pacífico e da Europa. A base no terreno ao lado da fazenda ficou pequena para os bombardeiros que faziam treinamento ali e foi necessário expandir. Então foi solicitado o uso da terra dos Dotsons.

A família resistiu muito exatamente por ser o local onde foram enterrados seus ancestrais. Então, chegou-se num acordo: seriam mantidos apenas os túmulos de Richard e Catherine além de outros dois parentes muitos próximos: Daniel e John.

A pista túmulo

E assim foi feito. A pista 10/28, hoje com 2.850 metros, foi construída com os túmulos de Richard e Catherine no meio. Já as sepulturas de Daniel e John ficaram no gramado em paralelo com a pista.

Hoje o Aeroporto de Savannah recebe voos diariamente de todas as grandes aéreas americanas, sendo que os maiores aviões que operam lá regularmente são o Airbus A321 da Frontier e o Boeing 757F da FedEx.

E diariamente os jatos passam literalmente por cima das tumbas de Richard e Catherine. Inclusive dá para ver os túmulos do espaço com imagens de satélite do Google Maps, como na imagem scima. Basta inserir as coordenadas 32°07’43.7″N 81°12’24.8″W ou clicar aqui.

Até onde se tem notícia, este é o único aeroporto do mundo onde existem túmulos (conhecidos) incorporados à pista de pouso e decolagens.

Com informações da Assessoria de Imprensa do Aeroporto de Savannah

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

O mais novo avião a carregar a bandeira do Brasil na...

0
Ao sair do hangar de pintura da fábrica da Airbus pela primeira vez no começo de novembro, o Airbus A321neo de matrícula provisória