Ainda com o 737 MAX no chão, China diz que o novo C919 está próximo da certificação

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião COMAC C919
COMAC C919 – Imagem: Ken Chen / CC BY-SA, via Wikimedia Commons

Realizando ensaios em voo há algum tempo, o atrasado projeto do novo jato da Commercial Aircraft Corporation of China (COMAC), o C919, está em fase final e poderá ser certificado até o final do ano, bem como já ter entregues os primeiros pedidos, segundo informou Wu Guanghui, projetista-chefe do programa, em comunicado nessa sexta-feira, 5 de março.

Quem receberá as primeira unidades da aeronave da empresa estatal chinesa é a China Eastern Airlines, primeira companhia aérea a encomendar cinco dos C919 para começar a operar em rotas para Pequim, Guangzhou, Shenzhen e Wuhan, entre outros. A Companhia não descreveu o valor dos pedidos, mantendo o mistério.

Com 815 pedidos provisórios, sendo quase todos de empresas da China, a mais nova aeronave de corredor único da COMAC irá competir diretamente com o Boeing 737 MAX e o Airbus A320neo e tem sido um símbolo da ambição aeroespacial civil da China.

Segundo o South China Morning Post, atualmente as empresas de fabricação de aeronaves civis do país, incluindo a COMAC com seu novo C919, operam com motores de fabricação estrangeiras, mas já há estudos para que essa tecnologia venha somente do próprio país, mantendo assim a sua independência tecnológica.

Ainda segundo declarações do Wu Guanghui, a empresa já está desenvolvendo um novo moto turbofan para o C919.

Sobre o concorrente 737 MAX

Assim como publicamos essa semana aqui no AEROIN, a China ainda tem grandes preocupações com a segurança operacional dos Boeings 737 MAX, indicando que o país ainda não está pronto para liberar as aeronaves.

Mas a declaração de hoje do Wu torna inevitável a associação entre o fato de o 737 MAX ainda não ter ganhado sua liberação de aeronavegabilidade na China e o C919 avançar rápido em seu processo de certificação, colocando em dúvida se o governo está ou não atrasando o jato da Boeing para interferir de forma estratégica no sucesso da nova aeronave chinesa.

Leia também:

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias

Em vídeo, veja o Boeing 777F entregando os medicamentos de intubação...

0
Primeiro voo com milhões de medicamentos para intubação doados ao Ministério da Saúde por um grupo de grandes empresas nacionais.