Ainda sem voar, nova empresa de Neeleman recebe seu 5º Embraer 190

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Um dos jatos Embraer da Breeze, já nas cores da nova empresa aérea

A mais nova companhia aérea de David Neeleman, a Breeze Airways, acaba de receber mais um avião de fabricação brasileira, o quinto Embraer 190 de primeira geração. A informação foi divulgada nesta quarta-feira, 19, pela Nordic Aviation Capital (NAC).

Segundo a empresa de leasing de aviões, o jato é o de número de fabricação 19000124. Dados do Planespotters indicam que este exemplar foi produzido em 2007 e entregue à Air Canada, que o operou com a matrícula C-FMZW até retirá-lo de operação em março de 2020, após o início da crise da Covid-19.

Então, em posse da NAC, o E190 ganhou a matrícula americana N124NH e, segundo dados do sistema de registro da Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA), receberá a matrícula N126BZ para operar na frota da Breeze.

A NAC firmou contrato para fornecer 15 aviões E190 para a empresa do brasileiro David Neeleman, e já havia entregado quatro deles desde fevereiro deste ano, sendo eles os de números de fabricação 19000070, 19000055, 19000075 e 19000115, todos também operados anteriormente pela Air Canada.

Quando da entrega do primeiro deles, Jim Murphy, CCO da NAC, comentou: “Este anúncio coincide com um interesse significativo no E190 em todo o mundo. Aeronaves regionais como o E190 foram as primeiras a retornar ao serviço, pois são ideais para atender à demanda pós COVID. Este tipo de aeronave está novamente experimentando um ressurgimento, pois permite que as companhias aéreas continuem a atender de forma lucrativa todos os seus mercados pré-COVID e reter a frequência pré-COVID.”

Além destes cinco E190, a Breeze já tem em sua posse dois aviões E195, de números de fabricação 19000660 e 19000662, que foram entregues pela Embraer à Azul Linhas Aéreas em 2014 e operaram no Brasil, respectivamente, até o final de 2019 e começo de 2020, sendo então preparados para a transferência à nova empresa do mesmo dono.

Também já estão reservados à empresa americana e deverão ser entregues em breve outros três E190 ex-Air Canada e mais um E195 ex-Azul. A Breeze recebeu seu certificado operacional da FAA há pouco mais de uma semana, mas ainda não revelou a data exata em que fará seu primeiro voo com passageiros.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias