Air Astana planeja ampliar sua encomenda de Embraer E190-E2

A Air Astana, companhia aérea nacional do Cazaquistão, quer atualizar seu pedido atual de cinco Embraer E-Jet E2 para 15 do mesmo tipo, disse o presidente da companhia, Peter Foster, à publicação russa ATO.ru. O acordo está atualmente em discussão e, se o resultado for positivo, as entregas dos jatos extras poderão ser programadas para 2020 e 2021.




Inicialmente, em agosto de 2017, a transportadora do Cazaquistão fez um pedido firme para cinco novos Embraer E190-E2 para substituir sua frota de E190s de geração anterior, cujo período de arrendamento termina no próximo ano. A primeira dessas novas aeronaves está programada para entrar em operação em novembro, com as outras quatro para ingressar em 2019.

O tipo foi escolhido principalmente por sua eficiência comercial, explica Foster, acrescentando que a versão esticada do modelo, o E195-E2 com capacidade para até 144 passageiros em configuração de classe única, também está sendo avaliada.

A Air Astana possui um total de 32 aeronaves em sua frota, incluindo Boeing 767-300ER, Boeing 757-200, Airbus A320, A320neo e Embraer 190. A companhia aérea ainda tem três Boeing 787-8 encomendados, que estão programados para chegar em 2021. Este ano a companhia espera que sua frota atinja 36 aeronaves, já que a maior companhia aérea do Cazaquistão prevê que seu tráfego chegue a 5 milhões de passageiros até o final deste ano, acima dos 4,2 milhões do ano passado.

 
Informações pelo ATO.ru.
 

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.