Air Astana recebe mais uma unidade do Embraer E190-E2

A AerCap, empresa irlandesa de aluguel de aeronaves, anunciou hoje que entregou mais uma unidade do Embraer E190-E2 para a companhia aérea do Cazaquistão Air Astana.

Avião Air Astana Embraer E190-E2
Embraer E190-E2 da Air Astana – Imagem: AerCap

A aeronave, nova de fábrica, é a quinta unidade de nova geração da frota da companhia cazaquistanesa, e está registrada com a matrícula P4-KHE. As outras quatro unidades do 190-E2, também alugadas da AerCap e recebidas em dezembro de 2018, e março, maio e julho de 2019, possuem as matrícula P4-KHA, P4-KHB, P4-KHC e P4-KHD.

A entrega encerra o pedido de cinco unidades encomendadas pela Air Astana, que ainda possui em sua frota outros 7 aviões da geração anterior Embraer E190. O total chegou a 9, uma vez que mais duas aeronaves E190 foram tiradas de serviço ao longo de 2019 com a chegada dos E2.

O incidente grave do E190 com cabos invertidos

Um dos Embraer E190 da Air Astana protagonizou um grave incidente em 11 de novembro do ano passado, quando pousou em emergência em Beja (Portugal) após decolar de Alverca e sua tripulação brigar por horas com a aeronave por não conseguir controlar a mesma.

O Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários (GPIAAF) de Portugal chegou à conclusão que o E190 da Air Astana estava com cabos de comando de aileron invertidos no incidente. Os ailerons são as superfícies de controle localizadas nas asas, responsáveis pela realização de curvas.

As investigações mostraram que houve falhas nos procedimentos de manutenção da companhia aérea, e que a aeronave terminou com danos estruturais importantes nas asas, na fuselagem e nas superfícies de controle de voo.

Leopardo nos céus do Cazaquistão

Inspirada nas pinturas especiais que a Embraer tem aplicado em suas aeronaves “Profit Hunter”, que circulam o mundo divulgando a família E-Jet E2, a Air Astana pediu que seu primeiro E190-E2 saísse de fábrica com a pintura de um Leopardo das Neves.

Avião Air Astana E190-E2 Leopardo das Neves
E190-E2 Leopardo das Neves – Imagem: Air Astana

Avião Air Astana Embraer E190-E2 Leopardo das Neves
E190-E2 Leopardo das Neves – Imagem: Embraer

A aeronave entrou em serviço no final de 2018 chamando atenção para o futuro do felino, que é nativo das regiões montanhosas do sul do Cazaquistão e enfrenta a ameaça de extinção.

Peter Foster, presidente da Air Astana, disse que o leopardo da neve “encarna a resiliência e a ambição de nossa nação”.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.